Vacinação

MPPE lança campanha para aumentar cobertura vacinal pelo SUS no Estado

A campanha é divulgadas em mídias do Ministério Público

Publicado em: 13/05/2024 17:32

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde mostra que até outubro de 2023, Pernambuco atingiu a cobertura de 79,09%  (Foto: José Cruz/Agência Brasil/Arquivo)
Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde mostra que até outubro de 2023, Pernambuco atingiu a cobertura de 79,09% (Foto: José Cruz/Agência Brasil/Arquivo)
Para ampliar o número de pernambucanos vacinados, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) lançou nesta segunda-feira (13) a campanha "Vacina em dia”, que está sendo veiculada pelo site, redes sociais, TV, rádio e listas internas do MPPE no mês de maio.

"Pernambuco, assim como o país, melhorou a cobertura vacinal em 2023, mas está aquém do ideal esperado para uma imunização em massa contra doenças que matam ou deixam sequelas. Essa campanha é voltada para a sociedade e para todo o corpo funcional do Ministério Público", explicou o Procurador-Geral de Justiça, Marcos Carvalho. Plataforma do Ministério da Saúde aponta imunização de 60% a 90% na primeira infância. Ter 100% com a caderneta e dia em todos os territórios tem sido um desafio.

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde mostra que até outubro de 2023, Pernambuco atingiu a cobertura de 79,09% (3.230.210 doses aplicadas), ficando atrás apenas do Amapá (99,26%) e Paraíba (93,45%).

Mesmo assim, o estado apresenta uma alta de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e a Secretaria Estadual de Saúde (SES) faz alertas para a importância de estar com os imunizantes em dia para gripe e covid-19.

Fiscalização

A campanha promovida pelo MPPE segue a Recomendação PGJ Nº1/2024, feita em 16 de abril, para que as promotorias trabalhem em cada município observando se o gestor do SUS adota providências para ampla cobertura vacinal. 

Entre as ações a serem recomendadas estão verificar estratégia de busca ativa de pessoas para receber a dose, oferta fácil da vacina e em horários estendidos, capacitação de servidores, criação de dia D de mobilização e ações pela adesão à imunização das populações mais vulneráveis.

"O Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Brasil é considerado referência, com a oferta, na rotina do SUS, de 20 tipos de vacina gratuitamente, que protegem desde os primeiros dias de vida até os outros ciclos.  É importante proteger as crianças, adolescentes, jovens, gestantes, adultos e idosos", explica a promotora de Justiça Helena Capela, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAO Saúde), lembrando a importância da vacinação contra doenças erradicadas, como a paralisia infantil, de outras que causam câncer, como a que protege contra HPV voltada a adolescentes, da gripe e mais recentemente contra a Covid-19 e a dengue.

Todas as faixas etárias estão contempladas na mobilização do MPPE: bebês, crianças em idade escolar, homens e mulheres adultas, além dos idosos. Os cartazes informam que "A saúde de toda a população precisa ser protegida. Uma das principais formas de exercer este cuidado é manter sua vacinação em dia". 

Apontam que a "A vacina é um ato de proteção para você e para o coletivo" e convidam o público a levar sua caderneta de vacina ao posto de saúde mais próximo para atualizar as doses de proteção. "Este é um ato de cuidado e cidadania", reforça a campanha.
Tags: campanha | vacina | mppe |
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL