saúde

Endoscopia da coluna é o tratamento mais avançado para hérnia de disco

A lesão foi a maior causadora de afastamento do trabalho no Brasil em 2023

Publicado em: 04/04/2024 12:00

 (Divulgação)
Divulgação
Formigamento, dor na coluna e nas pernas, dificuldades para se locomover e até para levantar objetos. Esses são alguns dos sintomas apresentados por pacientes diagnosticados com a hérnia de disco, um distúrbio caracterizado pelo desgaste dos discos intervertebrais, prejudicando a área e podendo pressionar a raiz nervosa ou medula espinhal. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a lesão atinge cerca de 80% da população mundial. No Brasil, foi a principal causa de afastamento do trabalho no Brasil em 2023. Com um alto índice de sucesso e uma técnica minimamente invasiva, a endoscopia da coluna está modificando o tratamento da hérnia de disco de uma forma moderna e inovadora. 

“A cirurgia é realizada por meio de um corte de sete milímetros (mm) na coluna do paciente e pela introdução do endoscópio (um pequeno tubo com uma câmera e luz na extremidade)”, explica o neurocirurgião do Hospital Jayme da Fonte, Claudio Falcão. “Ela é mais uma técnica para as cirurgias de coluna, porém, é o procedimento mais avançado da atualidade para o tratamento da coluna lombar. Cerca de 80% dos problemas usuais dessa área são resolvidos com este procedimento”. 

As principais causas da hérnia de disco são: o envelhecimento do indivíduo, pré-disposição genética e hábitos não saudáveis de vida, como o tabagismo e não praticar exercícios físicos. O diagnóstico é feito por uma avaliação do histórico de saúde do paciente; exame físico, onde é verificado se há perda de sensibilidade ou fraqueza muscular; teste de Lasègue, uma manobra para testar a compressão de raízes nervosas; e exames de imagem, como a ressonância magnética. O tratamento é relativo ao quadro de cada paciente. Nas situações mais leves, a recomendação é repouso absoluto, o uso de medicamentos para reduzir a dor e fisioterapia. Apenas 5% dos casos precisam de procedimento cirúrgico.

A cirurgia também é utilizada em quadros de estenose lombar da coluna vertebral, uma doença caracterizada pelo estreitamento do canal medular na região lombar. A intervenção é indicada, na maioria das vezes, para pacientes idosos, os mais atingindo pela estenose lombar e artrose. “Quando entramos com a câmera, é possível visualizar o bloco ósseo comprimindo o final da medula e seus nervos. Retiramos o excesso do osso e deixamos o final da medula e seus nervos livres da compressão”, detalha o especialista. 

Além da modernidade e da taxa alta de sucesso, a endoscopia da coluna apresenta outros benefícios à saúde do paciente com hérnia de disco e estenose lombar da coluna vertebral. São eles: menor agressão à musculatura, um menor risco de infecção, uma recuperação mais rápida e a possibilidade de voltar a ter uma rotina normal sem chance de voltar a sofrer com os distúrbios na coluna. 

Consagrado no polo de saúde pernambucano, o Hospital Jayme da Fonte é referência no atendimento de urgência e emergência, inclusive na área de neurologia e neurocirurgia. A unidade conta com uma equipe médica de excelência e dispões de um moderno centro de diagnóstico de imagem, com equipamentos de última geração, garantindo um atendimento humanizado, conforto e segurança para os pacientes. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL