Diario de Pernambuco
Busca

Alerta na saúde

Estado atinge marca de 15,1 mil casos prováveis de dengue; aumento é de mais de 500% em relação a 2023

Boletim divulgado nesta quarta (3) pela Secretaria de Saúde também aponta aumento de casos de zika, chikungunya e de imóveis com risco alto de focos de mosquito

Publicado em: 03/04/2024 12:03 | Atualizado em: 03/04/2024 17:54

Aedes aegypti transmite arboviroses (Fiocruz)
Aedes aegypti transmite arboviroses (Fiocruz)
Pernambuco atingiu a marca de 15. 174 casos prováveis de dengue, em 2024.
 
É o que aponta o boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), divulgado nesta quarta (3).
 
Segundo o governo, houve um aumento de 542% nos casos prováveis, em relação ao  mesmo período do ano passado.  
 
No boletim anterior, divulgado no dia 27 de março de 2024, tinham sido notificados  12.623 casos prováveis de dengue.
 
A secretaria aponta, ainda, que 18 mortes estão em investigação. 

Ao todo, foram confirmados, até esta quarta, 976 casos da doença,
transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.  Desses, 12 são casos graves. 
 
Chikungunya
 
O boletim desta quarta aponta também que o Estado notificou, desde janeiro,  2.829 casos prováveis de chikungunya. 
 
Isso representa 210% a mais do que a quantidade notificada no mesmo período do ano passado. 
 
Pernambuco já confirmou 174 casos dessa doença até agora.

Zika

Ainda segundo a SES-PE, foram notificados, no boletim mais recente, 259 casos prováveis de zika.
 
Isso representa 1.423,5% a mais do que registrado no mesmo período de 2023.
 
Há 40 casos em investigação em grávidas. 
 
Há quase dez anos, um surto da doença provocou a grande crise  de microcefalia em bebês nascidos  por  causa de notificações dessa doença  em suas mães. 
 
Imóveis
 
Outro dado que chama a atenção no boletim é o risco de contaminação em imóveis no Estado. 

Ao todo, 30,4% das residências estão com risco alto. No início do ano, esse índice era de 14%.
 
No primeiro boletim de abril, 53% das casas têm risco moderado e 13%, baixo. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL