Diario de Pernambuco
Busca

Alerta nas rodovias

PRF faz operação em pontos críticos das rodovias federais de Pernambuco

Ação tem como focos fatores que contribuem para graves acidentes

Publicado em: 09/03/2024 10:24

Fiscalização da PRF é reforçada em pontos críticos  (Foto: PRF)
Fiscalização da PRF é reforçada em pontos críticos (Foto: PRF)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou a terceira edição da operação Ikto.
 
A meta é reduzir  a gravidade de acidentes  em pontos críticos das rodovias federais que cortam Pernambuco. 

A iniciativa começou  na sexta (8) segue até o dia 21 de março.
 
Ela direciona ações de fiscalização e educação para o trânsito a locais onde mais tem sido registradas colisões de trânsito com feridos ou mortes, a partir da análise de dados estatísticos.

A operação leva em consideração os principais aspectos que contribuem para a ocorrência de sinistros graves.
 
São eles:  fatores humanos, a via e o veículo envolvido.
 
As ações terão como foco a fiscalização de motocicletas.
 
Esses ocupantes têm sido as principais vítimas da violência no trânsito.
 
A ação também pretende coibir condutas que contribuem para aumentar a gravidade das colisões, como a embriaguez ao volante, excesso de velocidade e falta de equipamentos obrigatórios. 

As atividades educativas serão voltadas principalmente para promover a travessia segura de pedestres nas rodovias, de modo a evitar atropelamentos, além de orientar sobre o uso correto de motocicletas. 

Policiais de todas as delegacias da PRF em Pernambuco foram escalados para participar da operação, que conta com o reforço dos Grupos de Motociclistas e de Fiscalização de Trânsito e Transporte do órgão. 

Pontos críticos

Os pontos críticos foram definidos a partir de levantamentos do Núcleo de Registro, Perícia e Prevenção de Sinistros de Trânsito da PRF, que identificou os trechos de 10 quilômetros onde mais ocorreram colisões graves, que resultaram em feridos ou mortes.

O ponto mais crítico fica entre os quilômetros  70 e 80 da BR-101, entre o Recife e Jaboatão.
 
Em 2023, houve 240 acidentes e 11 mortes.
 
Também é considerado ponto crítico o trecho da mesma rodovia entre os quilômetros 60 e 70, no Recife.
 
Lá, no ano passado, aconteceram 235 acidentes, com 10 mortes. 
 
Entre os quilômetros 40 e 50 da BR-101, em Igarassu,  foram oito mortes em 193 sinistros, em 2023.
 
A BR-232 também tem um ponto crítico. Fica  entre os quilômetros 0 e 10, no Recife e em Jaboatão.   
 
Houve seis mortes, em 144 sinistros, em 2023. 


COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL