Diario de Pernambuco
Busca

EXAMES

Prefeitura do Recife inaugura serviço pioneiro para saúde das mulheres

Setor de histeroscopia será o primeiro da rede municipal avalia sangramento uterino anormal, infertilidade e detecção precoce de lesões malignas

Publicado em: 07/03/2024 15:34

O local terá capacidade para, inicialmente, ofertar cerca de 300 atendimentos por mês (Foto: Divulgação)
O local terá capacidade para, inicialmente, ofertar cerca de 300 atendimentos por mês (Foto: Divulgação)
A Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) inaugura o Serviço de Histeroscopia Ginecológica Diagnóstica e Cirúrgica. 

Trata-se de exame ginecológico de imagem para ver o interior do útero e do canal endocervical, com o auxílio de uma minicâmera.

O procedimento, que é pioneiro na rede municipal de saúde, permite a avaliação de sangramento uterino anormal, pesquisa de infertilidade, corpo estranho e lesões suspeitas de malignidade. 

Fruto de um investimento de R$ 1,7 milhão, a iniciativa funcionará no Hospital da Mulher do Recife (HMR), no Curado, com agendamento por meio da Central de Regulação da capital. 

A cerimônia que marcará o início das atividades será realizada às 10h, no HMR, com a presença da secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.
 
Para fins de diagnóstico, a histeroscopia ginecológica tem como principais indicações problemas no funcionamento do útero, dificuldade para engravidar, abortos espontâneos de repetição, fluxo menstrual excessivo e suspeita de câncer de endométrio, podendo inclusive ser realizado em regime ambulatorial, sem necessidade de anestesia e/ou internação. 

Já a histeroscopia cirúrgica requer anestesia e é voltada para retirada das alterações encontradas na histeroscopia diagnóstica, de forma segura, rápida e altamente eficaz para diversas doenças, como miomas e pólipos endometriais e endocervicais; tratamento de malformações uterinas e procedimentos para diminuir sangramentos em excesso, além de retirada do DIU.

"Trata-se de um ganho enorme para todas as recifenses, e um presente que chega em uma data especial. São procedimentos relativamente simples, mas que demandam equipamentos de alto custo, o que limita a oferta no País. Agora, dispomos dessa tecnologia e serviço em nossa rede. Com isso, poderemos rastrear mais precocemente possíveis doenças, a exemplo do câncer, e dar o encaminhamento adequado. A gente amplia a oferta de serviços para as mulheres no mês de março, considerando a divulgação e a mobilização social em torno do tema, mas reforçamos que o cuidado com saúde da mulher deve ocorrer todos os dias, durante toda a vida: desde primeiras consultas e exames ao nascer, a vacinação contra o HPV, o início da vida sexual e a prevenção em relação às ISTs, o devido planejamento familiar para aquelas que desejam engravidar, a realização de mamografia e preventivos para os cânceres de colo do útero e de mama, além dos acompanhamentos que valem para todos, como controle da hipertensão, diabetes e saúde mental, entre outros", explica a secretária Luciana Albuquerque.

Para que a mulher ou pessoa com útero possa se submeter a um dos procedimentos, é necessário encaminhamento por um profissional da Atenção Básica, policlínicas e outros serviços da rede municipal, para que seja agendado junto à Central de Regulação do Recife.

O local terá capacidade para, inicialmente, ofertar cerca de 300 atendimentos por mês.

Mês da Mulher - Na cidade do Recife, o mês inteiro será dedicado à prevenção ao câncer de mama, com a oferta de 2.880 vagas gratuitas de mamografia, sem necessidade de agendamento. A iniciativa é destinada a todas as recifenses com idade entre 50 e 69 anos. 

O Mamógrafo Móvel da Sesau estará presente em 36 pontos espalhados pelos oito distritos sanitários da capital pernambucana, de segunda a sábado (exceto nos feriados), das 8h às 12h e de 13h às 17h. 

Confira a programação completa clicando aqui.
 
Ao longo de março, também estão sendo realizadas diversas atividades nas unidades de saúde e espaços públicos, como testagem de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), palestras sobre violência doméstica e distribuição de materiais educativos em saúde da mulher.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL