Diario de Pernambuco
Busca

Microcefalia

Organização que luta por crianças com microcefalia realizará mutirão de saúde no Recife

Ao todo 135 crianças serão atendidas por médicos voluntários

Publicado em: 13/03/2024 20:28

 Os pacientes que serão beneficiados com o serviço possuem má formações ortopédicas graves causadas pela síndrome congênita do zika vírus (Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil)
Os pacientes que serão beneficiados com o serviço possuem má formações ortopédicas graves causadas pela síndrome congênita do zika vírus (Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil)

Mães de crianças com microcefalia de Pernambuco poderão levar seus filhos para serem atendidos em mutirão de saúde promovido na sede da instituição União de Mães de Anjos em Pernambuco (UMA-PE ), localizada no bairro do Barro, no Recife. Os atendimentos serão realizados na próxima sexta-feira (15) a partir das 7h.

Ao todo 135 crianças devem ser atendidas por profissionais de saúde voluntários. Os pacientes que serão beneficiados com o serviço possuem má formações ortopédicas graves causadas pela síndrome congênita do zika vírus.

De acordo com a União de Mães de Anjos em Pernambuco, as crianças sofrem com dores e aguardam há 5 anos por cirurgias de emergência. A instituição destaca que, pelo fato dos pacientes terem sido vítimas de uma arbovirose, a responsabilidade é do Estado.

“Estamos desesperadas. As crianças sofrem de dor dia e noite e não tem o atendimento vital para a solução. Decidimos agir com as próprias mãos uma vez que o governo desde a gestão passada e nessa não age em prol dessas crianças”, conta a presidente da UMA-PE, Germana Soares.

As crianças atendidas vêm de mais de 70 municípios de Pernambuco, mas segundo a presidente da UMA-PE, esse número é subnotificado e ainda há muitas outras crianças na mesma situação. 

O Diario de Pernambuco entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde e aguarda retorno.

Microcefalia

Um bebê é diagnosticado com microcefalia quando há uma malformação congênita em que a cabeça dos recém-nascidos é menor do que o esperado. Em muitos casos os bebês com microcefalia possuem o cérebro menor e com o desenvolvimento afetado.

Entre as causas da microcefalia estão infecções antes do nascimento por rubéola, citomegalovírus, toxoplasmose, sífilis ou vírus da Zika. Além disso, a malformação pode ocorrer por conta de anomalias genéticas, desnutrição da mãe, consumo de drogas e álcool antes do nascimento do bebê, problemas metabólicos, entre outros.

O diagnóstico de microcefalia é feito durante a gravidez com um exame de ultrassom pré-natal de rotina. Já após o nascimento do bebê, o diagnóstico é feito medindo o tamanho da cabeça do bebê.

Crianças com esta malformação podem desenvolver convulsões, atraso no desenvolvimento e deficiência intelectual.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL