Diario de Pernambuco
Busca

Saúde

Número de casos prováveis de dengue no Estado este ano já é 473,6% maior do que no mesmo período de 2023

Boletim divulgado nesta quarta (20) aponta registro de 9.505 casos prováveis da doença e 730 confirmações

Publicado em: 20/03/2024 10:48 | Atualizado em: 20/03/2024 16:42

Aedes aegypti é transmissor de arboviroses (Foto: Arquivo)
Aedes aegypti é transmissor de arboviroses (Foto: Arquivo)
Pernambuco registrou 9.505 casos prováveis de dengue. O número é 473,6% maior se comparado ao mesmo período do ano anterior. A incidência é de 104,9 casos prováveis por 100 mil habitantes. Do tortal de casos, 730 foram confirmados pela Secretaria estadual de Saúde, no boletim divulgado nesta quarta (20). 
 
Os demais estão sendo investigados  pela pasta, que notificou nove casos graves até o momento. Os dados  correspondem ao período de 31 de dezembro de 2023 a 16 de março deste ano. 
 
No período, dois óbitos suspeitos foram descartados. Outras 17 mortes notificadas para arboviroses seguem em investigação.
 
Incidência
 
Pernambuco está , pela primeira vez em 2024, no patamar de média incidência, entre 100 e 300 casos prováveis por 100 mil habitantes.

Os 16 municípios com alta incidência de casos de dengue são: Araçoiaba, na Região Metropolitana; Chã de Alegria e Itaquitinga, na Mata Norte; Quipapá, na Mata Sul; Guaranhuns, Riacho das Almas e Camocim de São Félix, no Agreste; Terra Nova, Lagoa Grande, Exu, Verdejante, Granito, Ingazeira, Calumbi e Belém do São Francisco, no Sertão, além de Fernando de Noronha.
 
O critério técnico de alta incidência, estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS), considera as notificações acima de 300 casos prováveis por 100 mil habitantes.
 
O boletim traz ainda que seis regionais de saúde estão com média incidência. São elas: IV (Caruaru), V (Garanhuns), VII (Salgueiro), VIII (Petrolina), X (Afogados da Ingazeira) e XII (Goiana).

Chikungunya e Zika
 
O estado também registrou 1.943 casos prováveis de chikungunya, sendo 131 deles já confirmados pela SES-PE. A incidência é de 21,4 por 100 mil habitantes.

Pernambuco investiga 184 casos prováveis de Zika, sem nenhum confirmado até o momento.

Monitoramento
 
O governo atua com as Gerências Regionais de Saúde (Geres) e municípios, alinhando ações de combate ao mosquito Aedes aegypt.

"O Comitê de Enfrentamento das Arboviroses foi instituído desde o dia 16 de fevereiro deste ano e realizou a primeira reunião no último dia 21 de fevereiro. Além disso, a pasta já havia lançado, em novembro de 2023, um Plano de Contingência – documento constituído de ações que orienta o enfrentamento dessas doenças, organizado por cinco eixos estratégicos: Vigilância Epidemiológica, Vigilância Entomológica, Vigilância Laboratorial, Assistência à Saúde, Comunicação/Mobilização Social e Gestão", afirmou a pasta.

Em todo o Estado, as estratégias de mobilização incluem abordagens educativas à população, mutirões de limpeza, visitas domiciliares, além da capacitação dos profissionais de saúde dos municípios. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL