Diario de Pernambuco
Busca

Combate à violência

Estudantes realizam caminhada para conscientizar sobre a violência contra a mulher

A concentração do movimento será no bairro do Ibura, no Recife

Publicado em: 21/03/2024 20:05

A concentração do movimento será na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Dom Sebastião Leme (Foto: Josimar Oliveira)
A concentração do movimento será na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Dom Sebastião Leme (Foto: Josimar Oliveira)
O mês de março é voltado para debates sobre as diferenças de gênero e diversas ações são promovidas para destacar as lutas das mulheres. Para conscientizar a população e combater a violência contra mulher, estudantes da Rede Estadual de Ensino realizarão uma passeata ruas do bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, na manhã desta sexta-feira (22).

A concentração do movimento será na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Dom Sebastião Leme, às 7h30. Pelo menos 200 alunos vão participar do ato que levará para as ruas a mensagem “O mundo que a gente quer não tem violência contra a mulher”.

De acordo com a gestora da Gerência Regional de Educação (GRE) Recife Sul, Viviane Gomes, esse movimento visa despertar a sociedade sobre a importância de denunciar casos de agressão contra a mulher. 

“O nosso objetivo é alertar nossos estudantes, seus familiares, amigos e vizinhos a denunciar qualquer ato de violência contra a mulher, seja em casa ou na escola. O que não pode acontecer é ficarmos reféns da violência de gênero. Nós queremos dar aos estudantes voz ativa nessa luta”, enfatizou. 

Desde o início do mês de março, as escolas da Rede Estadual de Ensino estão realizando diversos debates com servidores, gestores, professores, estudantes e a comunidade escolar sobre o enfrentamento ao feminicídio, assédio e violência de gênero.

De acordo com a Rede de Observatórios da Segurança, Pernambuco ocupa o primeiro lugar no ranking desse tipo de crime no Nordeste com 92 casos em 2023. Destes casos, 34,38% foram cometidos com arma branca e 62 cometidos por parceiros ou ex-parceiros.

O Estado também registrou 319 casos de violência contra as mulheres e  um aumento de 41,78% em um ano.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL