Diario de Pernambuco
Busca

SAÚDE

Dia do Rim: Saiba como identificar os sintomas e como prevenir doença

No Dia Mundial do Rim, nefrologistas falam sobre fatores de risco, prevenção e tratamento de patologias associadas

Publicado em: 14/03/2024 10:55 | Atualizado em: 14/03/2024 11:59

O rim é o responsável por filtrar o sangue, eliminar resíduos tóxicos, além de fazer o controle da pressão e do metabolismo (Foto: Divulgação)
O rim é o responsável por filtrar o sangue, eliminar resíduos tóxicos, além de fazer o controle da pressão e do metabolismo (Foto: Divulgação)
Para lembrar o Dia Mundial do Rim, profissionais e unidades de saúde do Estado aproveitam a data para informar, conscientizar e orientar a população para identificar os sintomas da doença e saber onde procurar ajuda.

Todas as segundas quinta-feira do mês de março, é celebrado o Dia Mundial do Rim. 

Estima-se que 15% da população tenha algum grau de doença renal, desde o estágio inicial até o nível cinco, o mais grave, quando é recomendado o transplante. 

Entender os cuidados para a saúde dos rins é essencial para o bom funcionamento corporal e para evitar complicações da doença, que podem levar à morte.

O rim é o responsável por filtrar o sangue, eliminar resíduos tóxicos, além de fazer o controle da pressão e do metabolismo. 

A doença renal crônica é a perda progressiva e irreversível da função dos rins. 

Entre os sintomas mais comuns, destaque para fraqueza, palidez, falta de ar, às vezes noturna, e inchaço nos pés, que podem indicar um agravamento da doença renal. 

Em geral, os sintomas aparecem quando o paciente já está em um estágio mais avançado.

Hipertensão, diabetes e insuficiência cardíaca estão entre as principais causas de doenças renais crônicas no mundo. 

Fazer o acompanhamento médico dessas comorbidades é primordial para evitar o comprometimento da função do órgão.

Como identificar se os rins não estão saudáveis 

Responsáveis também por controlar a pressão sanguínea, regular a formação do sangue e dos ossos e equilibrar o balanço químico e de líquidos do organismo, as alterações no funcionamento dos rins nem sempre são percebidas em estágio inicial, o que pode acarretar uma evolução para as formas mais crônicas de doenças renais.  

Os rins são dois órgãos com formato de feijão e ficam localizados por trás do fígado e do estômago, na região lombar, nos dois lados da coluna vertebral. Quando saudáveis, apresentam cor marrom-avermelhada.  

Especialistas alertam que alguns sinais podem indicar o comprometimento severo das funções renais.

Confira abaixo: 

  • Aumento do volume e alteração na cor da urina; 
  • Fadiga; 
  • Dificuldade de concentração; 
  • Diminuição do apetite; 
  • Sangue e espuma na urina; 
  • Incômodo ao urinar; 
  • Inchaço nos olhos, tornozelos e pés; 
  • Dor lombar; 
  • Anemia; 
  • Fraqueza; 
  • Enjoos e vômitos; 
  • Alteração na pressão arterial. 
A prevenção e os cuidados com os rins começam com a prevenção do desenvolvimento da hipertensão arterial e controlar a diabetes, doenças que mais levam à insuficiência renal. 

Outros cuidados são: seguir uma dieta equilibrada, com baixa ingestão de sal e de açúcar; controlar seu peso; exercitar-se regularmente; não fumar; se fizer uso de bebidas alcoólicas, que seja de forma moderada; monitorar seus níveis de colesterol; e evitar o uso de medicamentos sem orientação médica. 

Shopping recebe ação de conscientização para saúde

A Sociedade Brasileira de Nefrologia, através da Regional de Pernambuco, promoverá uma interação com os clientes do shopping no Piso L1, em frente da Nagem, das 9h às 13h, com aferição da pressão arterial, além de compartilhar informações sobre os cuidados e importância da realização de exames.

Segundo João Marcelo Andrade, médico nefrologista que trabalha no Imip e representa o hospital na regional de Pernambuco da Sociedade Brasileira de Nefrologia, a intenção da ação no RioMar Recife é interagir com a população para chamar a atenção para a saúde dos rins. 

“Vamos abordar as pessoas que estiverem transitando no mall para aferir a pressão arterial. Diante do resultado, independentemente se der normal ou alterado, vamos também explicar a importância de fazer os exames porque essa pode ser uma doença silenciosa”, explica.

O médico ainda ressalta que os problemas renais podem ser causados por causas primárias, que são as doenças intrínsecas do rim, e secundárias, como hipertensão e diabetes que podem levar ao problema renal.

“Entre os cuidados estão medir a pressão, que a pessoa pode fazer em diversos locais e é muito importante, e fazer o teste da glicose porque muitas pessoas são diabéticas e não sabem. Também é importante fazer o exame de dosagem da creatinina para avaliar a função renal”, conclui João Marcelo Andrade.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL