Diario de Pernambuco
Busca

Banho de mar

Semana Santa: confira os cuidados com o banho de mar e tábua de maré em Pernambuco

Comitê orienta banhistas que, no período de Lua Cheia, as marés mais altas aumentam as chances de incidentes com tubarões

Publicado em: 25/03/2024 20:50 | Atualizado em: 25/03/2024 20:52

O Cemit orienta que os banhistas entrem no mar durante a maré baixa e fiquem em locais protegidos por arrecifes (Foto: Tarciso Augusto/ GCOM SEMAS-PE)
O Cemit orienta que os banhistas entrem no mar durante a maré baixa e fiquem em locais protegidos por arrecifes (Foto: Tarciso Augusto/ GCOM SEMAS-PE)

O feriado da Semana Santa se aproxima e muitos pernambucanos pretendem passar a próxima sexta-feira (29) nas praias do estado. Diante disso, o Comitê de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) alerta para as medidas que devem ser tomadas pelos banhistas quando entrarem no mar.

A Lua Cheia tem início nesta segunda-feira (25) e interfere diretamente no aumento das marés, tornando-as mais altas e fortes. Isso ocorre por causa da gravidade lunar, que atrai a água dos oceanos, criando as marés altas.

Entre quinta-feira (28) e domingo (31), as marés vão atingir as suas maiores marcas, nos horários do início da manhã e fim da tarde, quando vão chegar a alturas entre 1.8 e 2.2 metros.

De acordo com o Cemit, esses horários aumentam as chances de incidentes com tubarões por serem os períodos escolhidos por esses animais para a alimentação, fazendo com que eles procurem águas mais rasas e, consequentemente, se aproximem da costa. 

Além dessas condições, a água turva, normalmente causada após as chuvas, também pode impulsionar o risco de incidentes com estes animais.

Orientações

O Cemit orienta que os banhistas entrem no mar durante a maré baixa e fiquem em locais protegidos por arrecifes e barreiras naturais que formam piscinas naturais. Elas ajudam a evitar a presença de tubarões.

Também é recomendado que as pessoas evitem o banho de mar e áreas com alertas de ataque de tubarão.

Também é imprescindível que os banhistas se atentem à presença de bandeirolas instaladas pelo Corpo de Bombeiros, que podem indicar locais propícios a incidentes com tubarões e afogamentos, decorrentes de fortes ondas e correntezas.

O CEMIT orienta também que a população evite o banho de mar nas seguintes condições:

    • Em áreas com placas de advertência de riscos de incidentes com tubarões;

    • Em áreas sem proteção dos recifes, sem formação de piscinas naturais;

    • Nos horários iniciais da manhã ou final da tarde, já que os tubarões são mais ativos nesses períodos crepusculares.

    • Se estiver com algum tipo de ferida ou sangramento, pois fluidos sanguíneos podem ativar o olfato dos animais;

    • Durante períodos chuvosos, que aumentam a turbidez da água, fazendo com que os animais não consigam diferenciar suas presas naturais de humanos.

    • Em locais próximos às desembocaduras de rios, os rios deságuam em grandes quantidades de sedimentos e matéria orgânica no mar que, além de deixar a água turva, tende a atrair animais marinhos que podem oferecer riscos de incidentes. 

    • Se tiver consumido bebida alcoólica;

    • Se estiver sozinho;

    • Se possui objetivos brilhantes e chamativos, que podem aguçar os sentidos dos animais.

Confira os horários das marés durante o feriado:

  • Dia 28/03 (quinta)

05h30 – 2.2m

11h34 – 0.4m

17h49 – 2.2m

23h53 – -0.4m
 
  • Dia 29/03 (sexta)

06h02 – 2.1m

12h06 – 0.5m

18h23 – 2.1m


  • Dia 30/03 (sábado)

00h24 – 0.6m

06h39 – 2.0m

12h45 – 0.6m

19h06 – 1.9m

  • Dia 31/03 (domingo)

01h04 – 0.7m

07h23 – 1.9m

13h32 – 0.7m

20h02 – 1.8m

Locais proibidos para banho

Um trecho de 33 km, entre a Praia do Farol, em Olinda, até os coqueirais da Praia do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, é considerado um trecho de atenção para banhistas, que devem seguir as orientações dadas pelo Comitê. 

Segundo o Decreto estadual 21.402/1999, nesta área é proibida a prática de atividades náuticas. 

A proibição para banho ocorre em um único ponto, em um trecho de cerca de 2,2 km da Praia de Piedade, entre a Igrejinha de Piedade e o Hotel Barramares, localizado ao lado do Hospital da Aeronáutica. Essa proibição foi estabelecida por decreto municipal de Jaboatão dos Guararapes.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL