Diario de Pernambuco
Busca

Segurança

Com média diária de 31 roubos, polícia alerta para risco de divulgação de dados de carros na internet

Dados fazem parte das estatísticas da SDS de janeiro e fevereiro deste ano. Delegado aponta perigo na publicação de informações detalhadas em anúncios de automóveis

Publicado em: 11/03/2024 13:24 | Atualizado em: 11/03/2024 14:45

Veículo foi alvo de clonagem  (Foto: Polícia Civil/Divulgação )
Veículo foi alvo de clonagem (Foto: Polícia Civil/Divulgação )
Pernambuco registrou uma média diária de 31 veículos roubados ou furtados, em 2024. 
 
Os dados fazem  parte da série histórica de dados contabilizados entre janeiro e fevereiro deste ano. 
 
As estatísticas são da Secretaria de Defesa Social (SDS), que divulga os dados da criminalidade, mensalmente, no portal oficial da pasta na internet. 
 
Diante desses números, a polícia faz um alerta aos domos de veúculos. 
 
Não se deve publicar dados sobre o emplacamento do automóvel em anúncio de revendas de carros para que se evite a ação criminosa de clonagem. 

Estatísticas
 
Segundo a SDS, um total de 1.911 veículos foram parar na mão de bandidos em 60 dias, compreendidos nos dois primeiros meses deste ano. 
 
Somente em fevereiro, o Estado contabilizou 900 casos de automóveis roubados ou furtados. No mês anterior, ao todo, foram 1.011 casos registrados. 
 
Regiões
 
Em fevereiro, a região interiorana do Estado foi a primeira no ranking de casos de veículos alvos da criminalidade. 
 
Segundo a SDS, 382 ocorrências foram registradas. 
Em janeiro, as cidades interioranas registraram um total de 401 casos
 
A capital pernambucana ficou na segunda colocação no índice de ocorrências com um total de 298 casos, sendo 11 ocorrências a menos do que a registrada no mês anterior, quando janeiro fechou o mês com 309 casos. 
 
Na Região Metropolitana, o número de casos em fevereiro fechou com 220 casos de roubos e furtos de veículos. 
 
No mês anterior, o Estado contabilizou 301 ocorrências. 
 
Alerta
 
Em meio aos crimes de roubos e furtos a veículos no Estado, a Polícia Civil fez um alerta aos condutores sobre a importância de preservar os dados dos automóveis que estão colocados à venda em aplicativos e sites de anúncios. 
 
É que a publicação de dados, como o de emplacamento, acaba facilitando a ação de criminosos de clonagem para poder vender carros frutos de roubo de forma mais viável e com preços abaixo do mercado. 
 
Caso recente 
 
Um caso recente foi identificado pela polícia em que um veículo da marca Nissan, modelo Versa, de cor branca, foi fruto de roubo por uma dupla de assaltantes, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, no dia 29 de fevereiro, 
 
Os dois suspeitos roubaram o automóvel depois de ameaçar o condutor do veículo com uma arma de fogo. 
 
A corporação realizou nesta segunda (11) uma coletiva à Imprensa para detalhar a prisão de um desses suspeitos, um homem de 28 anos, e a recuperação do automóvel. 
 
A polícia descobriu que a dupla roubava veículos para repassá-los a um interceptador que revendia os automóveis na cidade de Caruaru, no Agreste do Estado. 
 
Um desses suspeitos encontra-se foragido e foi identificado pela polícia pelo apelido de “Igor Baiano”. 
 
O outro suspeito preso confessou os crimes à polícia e já possui hstórico de  processos criminais, como a prática de homicídios. 
Segundo o delegado titular da 3ª Desec, Joel Venâncio, no momento em que o veículo foi recuperado na casa do suspeito, constatou-se que a placa estava clonada, com o registro de um outro veículo oriundo da cidade de Aracajú, capital do Estado de Sergipe (SE). 
 
“Entramos em contato com o motorista e ele nos relatou que o veículo estava em sua residência, estacionado e negou que ele tivesse sido roubado. Daí, constatamos que este veículo foi alvo de clonagem. Durante as investigações, fizemos uma simples busca no Google com a placa do veículo que foi alvo e constatamos que os dados estavam sendo expostos em um anúncio para a venda do automóvel”, relatou Venâncio. 
 
Perigo
 
O investigador deixou um alerta para os condutores ao recomendar que não sejam publicados dados sobre o veículo em anúncios. 
O delegado Joel Venâncio deu dicas aos motoristas  (Foto: Marina Torres/DP)
O delegado Joel Venâncio deu dicas aos motoristas (Foto: Marina Torres/DP)

“Fica o alerta aos condutores que ao anunciar um veículo não publique os dados da placa, chassi, ou qualquer outra informação que facilite a ação criminosa. Recomendamos que deixe para repassar as informações somente quando haja o encontro entre o vendedor e o comprador. Isso faz com que a preservação dos dados aconteça e, assim, dificulta que os veículos sejam alvos de clonagem”, ressaltou o investigador.
Tags: carro | roubo | sds | polícia | clonagem | alerta |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL