Diario de Pernambuco
Busca

DP Social

Projeto Sopa Fraterna leva amor e compaixão ao próximo

A iniciativa chega a realizar 14 ações por ano, sendo 12 pelo próprio grupo e mais duas em parcerias com outros projeto

Publicado em: 28/02/2024 06:15 | Atualizado em: 28/02/2024 11:12

 (Divulgação)
Divulgação
Com desejo de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade, dona Lulu, como é carinhosamente chamada e lembrada a fundadora do projeto social Sopa Fraterna, que se reuniu com seus amigos para realizar a distribuição de sopa pelas ruas da cidade do Recife. A iniciativa foi fundada em novembro de 2000, com o objetivo de olhar para o próximo com amor, compaixão e igualdade durante as ações. 

O pensamento presente nas atividades do projeto é de sempre lembrar que nada se compara a oferecer um sorriso, um abraço ou uma conversa sincera as pessoas assistidas. “Estes gestos de solidariedade não apenas aliviam o sofrimento emocional, mas também fortalecem os laços comunitários e promovem uma cultura de cuidado mútuo. Enquanto fazemos o possível para ajudar com recursos materiais, é a conexão humana, a capacidade de compartilhar amor e compreensão que verdadeiramente faz a diferença na vida daqueles que mais necessitam”, explicou a voluntária e neta da idealizadora do projeto, Gabrielly Santana.

O projeto têm entre suas ações mensais a Sopa na Comunidade, que ocorre na sua sede no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife; a Distribuição de Sopa Solidária nas ruas e praças; e entrega de cestas básicas, itens de higiene, roupas, sapatos, entre outros. Outra atividade é o Bazar Solidário, com peças de roupas vendidas por um valor simbólico, que acontece nos finais de semana. 

A iniciativa chega a realizar 14 ações por ano, sendo 12 pelo próprio grupo e mais duas em parcerias com outros projetos. Neste momento, a maior dificuldade enfrentada pelos voluntários é conseguir doações para manutenção das atividades. “O projeto Sopa Fraterna tem um significado muito grande para mim, como pessoa. Cresci ouvindo minha avó, dona Lulu, dizer que sempre temos algo para doar e que podemos nos doar. Que precisamos olhar e fazer para o outro da mesma forma que queremos ser vistos e tratados. Então, participar desse projeto também é uma ferramenta de me melhorar como pessoa. Em Junho 2022, o projeto ganhou um significado a mais: ‘manter vivo o amor que dona Lulu tinha’. A prendemos muito com ela nesses anos e agora temos por missão de continuar”, destacou Gabrielly. 

Quem tiver interesse em ajudar no trabalho do projeto Sopa Fraterna pode doar alimentos não-perecíveis, produtos de higiene, peças de roupas, brinquedos, entrando em contato pela rede social Instagram, @sopa.fraterna ou pelo WhatsApp  (81) 99698-6401. Também é possível contribuir financeiramente, pelo Pix, cuja chave é: 99698-6401 - (Josiane Rodrigues de Santana). 
Se você participa de uma Organização Não Governamental (ONG) ou conhece projeto social e deseja que a história dessa ação seja contada no DP+Social, sugira através do nosso e-mail: social@diariodepernambuco.com.br.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL