Diario de Pernambuco
Busca

SUSPENSÃO DE GREVE

Policiais civis desistem de fazer paralisação no carnaval

Decisão foi anunciada pelo Sinpol, na tarde desta sexta (9) após assembleia geral da categoria; antes disso, a governadora Raquel Lyra falou que acredita no diálogo com a categoria

Publicado em: 09/02/2024 16:51 | Atualizado em: 09/02/2024 18:32

 (Foto: Rafael Vieira/DP)
Foto: Rafael Vieira/DP
 
Os policiais civis de Pernambuco desistiram de deflagrar o estado de greve para o carnaval. 

A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol-PE), na tarde desta sexta (9), após a entidade sindical convocar uma assembleia geral com a categoria, onde foi decidida a interrupção da paralisação dos agentes, comissários e escrivães da corporação, prevista para ocorrer às 0h da sexta para o sábado. 

A assembleia da categoria aconteceu na sede do Sinpol, no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife, e terminou às 15h02. 

A decisão por suspender a deflagração veio um dia após o presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros, ser intimado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que na quarta (7), determinou que a entidade classista não realizasse a deflagração de greve e arbitrou uma multa diária de R$ 300 mil caso o sindicato descumprisse a ordem judicial. 
A categoria havia decidido pela paralisação das atividades no Carnaval em assembleia geral na última terça (6); nesta sexta (9), o Sinpol anunciou que suspendeu a deflagração de greve  (Foto: Wilson Maranhão/DP)
A categoria havia decidido pela paralisação das atividades no Carnaval em assembleia geral na última terça (6); nesta sexta (9), o Sinpol anunciou que suspendeu a deflagração de greve (Foto: Wilson Maranhão/DP)

“A assembleia dos policiais civis começou tensa em decorrência da insistente  falta de diálogo do governo e das últimas falas de Túlio Villaça, Secretário da Casa Civil, que desrespeitou a categoria e mostrou profundo desconhecimento sobre o sistema de segurança. No transcorrer da reunião, o Deputado Álvaro Porto, que também é Policial Civil e presidente da Assembleia Legislativa, ligou para Áureo Cisneiros, presidente do SINPOL, e ofereceu o poder Legislativo para intermediar as negociações junto ao governo do estado”, disse o Sinpol por meio de nota enviada ao Diario de Pernambuco

O presidente do Sinpol, Áureo CIsneiros, na mesma nota, disse que: “Portanto, em consideração ao povo de Pernambuco, em consideração ao presidente da Alepe, (Deputado Ávaro Porto) e em consideração ao deputado Joel da Harpa, Presidente da comissão de segurança pública da Alepe, iremos suspender a deflagração da greve. Mas a luta continua com a Operação Padrão até a governadora Raquel Lyra  cumprir com o que foi dito”. 

O que disse a governadora

Antes da assembleia geral da categoria que decidiu pela suspensão da paralisação, a governadora Raquel Lyra (PSDB) concedeu entrevista à Imprensa na manha desta sexta (9) e repercutiu sobre o assunto. 
 (Foto: Rafael Vieira/DP)
Foto: Rafael Vieira/DP

“Temos muita confiança em todos os homens e mulheres que fazem as forças operacionais de polícia em Pernambuco. O nosso efetivo está na rua, as delegacias estão funcionando, houve uma decisão judicial sim, colocando a ilegalidade da greve. A Procuradoria Geral do Estado está conduzindo isso, E eu tenho muita confiança em que faz a Polícia Civil em Pernambuco, no seu compromisso com a carreira, com o povo do nosso Estado, para garantir que a gente trabalhe durante o Carnaval com paz, tranquilidade e tendo que cumprir o seu papel. A mesa de negociação já está marcada, A gente sabem durante o ano passado, diante de todas as circunstâncias que recebemos o Estado não foi possível tratar de pauta salarial, mas que esse ano é o ano que podemos ter convergência e poder garantir que as conduções das negociações feitas dentro da mesa de negociação liderada pela Secretaria de Administração pode ocorrer com tranquilidade. A data marcada é após o Carnaval, durante ainda o mês de fevereiro, a mesa geral de negociação e o calendário divulgado pela SAD para atendermos as todas as categorias, até a data base do Governo  que é em maio, e que em junho possa começar a vigorar”, declarou a governadora Raquel Lyra. 






COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL