Diario de Pernambuco
Busca

Mulher

Pernambuco vai aderir a programa que combate violência doméstica e receber casas de apoio

As unidades da Casa da Mulher Brasileira serão construídas no Recife, Caruaru e Petrolina

Publicado em: 22/02/2024 21:05

Durante a cerimônia, serão assinados acordos de cooperação técnica para a construção de unidades da Casa da Mulher Brasileira em Pernambuco (Foto: MFDH)
Durante a cerimônia, serão assinados acordos de cooperação técnica para a construção de unidades da Casa da Mulher Brasileira em Pernambuco (Foto: MFDH)

Pernambuco vai aderir ao programa federal Mulher Viver sem Violência, que tem o objetivo de integrar e ampliar os serviços públicos existentes voltados às mulheres em situação de violência. A formalização da adesão será feita em uma cerimônia com a presença da governadora Raquel Lyra e da ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no Palácio do Campo das Princesas na manhã desta sexta-feira (23).

Durante a cerimônia, serão assinados acordos de cooperação técnica para a construção de unidades da Casa da Mulher Brasileira em Pernambuco. Elas serão implementadas na cidade do Recife, em Petrolina, no Sertão, e em Caruaru, no Agreste. Também será instalada a Câmara Técnica de Políticas Públicas para as Mulheres do Consórcio Nordeste, também na sede do Governo estadual.

A Casa da Mulher Brasileira oferece, em um mesmo espaço, serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres, entre eles acolhimento e triagem. Além disso, disponibiliza apoio psicossocial, delegacia, Juizado, Ministério Público, Defensoria Pública, promoção de autonomia econômica, cuidado das crianças, alojamento de passagem e central de transportes.

Hoje, o Brasil possui oito Casas deste tipo distribuídas em Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), São Paulo (SP), Boa Vista (RR), Ceilândia (DF), São Luís (MA) e Salvador, esta última inaugurada em dezembro de 2023. Além dessas, existem outras cinco Casas implementadas por governos estaduais no Maranhão e Ceará.

A Casa da Mulher Brasileira foi inaugurada em fevereiro de 2015 na gestão de Dilma Rousseff.

Pernambuco registrou mais de 47 mil casos de violência doméstica em 2023

Mais de 47 mil casos de violência familiar e doméstica contra as mulheres foram registrados em Pernambuco, entre janeiro e novembro de 2023. Em números totais, foram 47.125 notificações, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS).

A média diária chegou a 142 casos de violência doméstica e familiar no estado. Recife foi o município com mais casos de violência deste tipo, com 9.062 registros. Depois, aparecem Jaboatão dos Guararapes (3.393) e Olinda (2.943). Em quarto lugar ficou Petrolina (2.698) e, na quinta colocação, Caruaru (2.503).




COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL