Diario de Pernambuco
Busca

Risco ambiental

Operação fecha ponto de reciclagem clandestino e flagra descumprimento de normas sanitárias

Ação foi realizada pela prefeitura em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife

Publicado em: 29/02/2024 08:46

Pontos de reciclagem clandestinos podem ter focos de mosquito da dengue  (Foto: Prefeitura do Recife )
Pontos de reciclagem clandestinos podem ter focos de mosquito da dengue (Foto: Prefeitura do Recife )
Pontos clandestinos de reciclagem foram alvo de fiscalização da Prefeitura do Recife.
 
A operação aconteceu em Boa Viagem, na Zona Sul da cidade.
 Durante  a ação, foram lavrados dois termos  circunstanciados  de  ocorrência  (TCO) por infração de medida sanitária preventiva, além de apreendidos materiais   irregulares   que   lotaram   cinco caminhões. 
 
Segundo a administração municipal, um dos estabelecimentos também foi fechado por não cumprir normas sanitárias.
 
A ação foi feita pela Secretaria Executiva de Contro-le  Urbano  (Secon)  na terça-feira   (27).  
 
Ela também teve participação da   Vigilância   Ambiental,   Autarquia   de  Manutenção  e  Limpeza  Urbana  (Emlurb),  Guarda  Municipal,  além das Polícias  Militar    Civil.  
 
Como foi
 
A ação conjunta, realizada na Ave-nida  Visconde  de  Jequitinhonha  e  na  Rua  Coronel  Benedito  Chaves,  teve  caráter  multidisciplinar.
 
“Tanto  conseguimos   trabalhar   o   ordenamento   urbano, já que  os  estabelecimentos  ocupavam  de  forma  irregular  o  passeio  público, obstruindo a mobilidade, como também a questão sanitária, uma vez que esse tipo de estabelecimento não costuma respeitar, por exemplo, a dis-posição dos equipamentos, facilitando a proliferação do mosquito Aedes ae-gypti”, explica a secretária executiva de Controle Urbano, Marta Lima.
 
Os TCOs lavrados na Delegacia de Boa Viagem foram relativos ao artigo 268 do Código Penal - infringir determinação  do  poder  público  destinada  a  impedir  introdução  ou  propagação  de  doença   contagiosa,   cuja   pena   pode  ser  de  detenção  de  um  mês  a  um  ano,  além  de  multa.

 “Pretende-mos  estender  essa  ação  para  outros  locais da cidade. É interessante o ca-ráter  multidisciplinar  de  combater  a  dengue, uma  preocupação  nacional  dos dias atuais, e conseguir melhorar a  acessibilidade  da  população”,  co-menta Marta Lima.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL