Diario de Pernambuco
Busca

Vacinação

Número de vacinados em Pernambuco cresce após ações em escolas

Desde 2023, mensalmente, são realizadas ações para a vacinação de estudantes. Ao todo, mais de 70 mil doses de vacinas já foram aplicadas

Publicado em: 27/02/2024 18:35 | Atualizado em: 27/02/2024 21:14

 Ao todo, mais de 400 escolas estão envolvidas em atividades voltadas à ampliação das coberturas vacinais do público formado por crianças e adolescentes (Foto: Divulgação/SES-PE)
Ao todo, mais de 400 escolas estão envolvidas em atividades voltadas à ampliação das coberturas vacinais do público formado por crianças e adolescentes (Foto: Divulgação/SES-PE)

A aplicação de vacinas em ambientes escolares proporcionou uma maior cobertura em Pernambuco. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, desde o ano passado, estudantes de 2 mil escolas têm recebido mensalmente profissionais da área, o que resultou em 70.908 doses aplicadas entre março e dezembro de 2023. 

Todas as atividades foram realizadas na última semana de cada mês em escolas públicas estaduais e municipais. As ações continuam no ano de 2024 e o objetivo é levar este serviço para escolas da rede privada.

Para o mês de fevereiro, todos os municípios do estado realizarão a vacinação de alunos dentro do ambiente escolar nesta última semana, de 26 a 29 de fevereiro. Ao todo, mais de 400 escolas estão envolvidas em atividades voltadas à ampliação das coberturas vacinais do público formado por crianças e adolescentes.

“A gente observa um aumento na cobertura vacinal em Pernambuco. Esse programa de vacinação nas escolas foi iniciado em março do ano passado, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e as Municipais de Educação e Saúde, cobrindo desde a creche, o fundamental I nas escolas municipais até o fundamental II e o Ensino Médio nas escolas estaduais. A gente já observa, por exemplo, que a vacina contra a poliomielite já mostra esse aumento, chegando hoje a quase 92% de cobertura, quando o Ministério da Saúde preconiza 95%. Para se ter uma ideia, no ano passado, esse percentual era de 70%. Realmente a gente conseguiu subir essa cobertura graças às várias ações, entre elas, a ação de vacinação na escola”, chama a atenção a secretária estadual de Saúde, Zilda Cavalcanti.  

Imunização

A iniciativa oferece cerca de 20 imunobiológicos diferentes e impacta positivamente na imunização de crianças e adolescentes. Em 2022, a cobertura vacinal para tríplice viral (1ª dose) era de 80,3% e em janeiro deste ano o percentual chegou aos 95%, se destacando como a maior cobertura do estado no momento.  

Dados da Secretaria de Saúde mostram que a vacina pentavalente para bebês com menos de um ano de idade também chegou a marca dos 92,2% de cobertura. O mesmo aconteceu com o imunizante contra a poliomielite para bebês da mesma faixa etária, que foi de 76,2%, em 2022, para 91,8% em janeiro deste ano. 

A pasta ainda destaca que o alcance do patamar de 90% também aconteceu com a vacina pneumocócica, que no mesmo período analisado foi de 80,4% para 90,2%.

Com mais de 80% de cobertura vacinal, em 2024, destacam-se ainda:

  • Pneumocóccica para bebês de 1 ano  (88,9%)
  • Rotavírus humano (88,4%)
  • Meningocócica Conj. C para menores de 1 ano (81,8%) 
  • DTP (para bebês de 1 ano) com 81,3%.

“Este é o primeiro ano de Elisa na creche e ela agora passa a conviver com outras crianças e mais pessoas. É o primeiro ciclo social dela e eu quero que ela fique protegida contra a gripe e outras doenças, por exemplo. A vacina vai proteger ela contra o adoecimento e me deixará mais tranquila para deixar ela ter contato com as pessoas. Hoje, ela recebeu as vacinas tríplice viral, varicela e a primeira dose da Covid-19”, disse  Déborah Karoline, mãe de Elisa, de 1 ano e 9 meses.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL