Diario de Pernambuco
Busca

Violência contra mulher

Mulher é esfaqueada após recusar pedido de namoro; suspeito está foragido

A vítima estava chegando em casa quando foi surpreendida pelo agressor

Publicado em: 26/02/2024 17:40 | Atualizado em: 26/02/2024 17:40

A vítima foi transferida para o Hospital da restauração, no Recife (Foto: Divulgação)
A vítima foi transferida para o Hospital da restauração, no Recife (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 33 anos foi vítima de uma tentativa de feminicídio após ter recusado um pedido de namoro. O caso aconteceu no município de Lagoa do Carro, na Zona da Mata, nesse domingo (25).

O suspeito da agressão, identificado com João Vitoriano de Mendonça Júnior, de 49 anos, abordou a vítima e o tio dela, de 51 anos, enquanto eles saíam de um bar no centro da cidade. O homem esfaqueou a mulher, que ficou com lesões profundas no braço esquerdo, pescoço, cabeça, rosto e tórax,

Ao ver as agressões, o tio da vítima entrou em uma luta corporal e acabou ficando ferido no rosto. A mulher foi encaminhada com a ajuda de moradores para a Unidade Mista Simeão Ribeiro de Lemos e em seguida transferida para o Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. 

O tio da vítima sofreu uma fratura em uma das costelas e ficou em observação no Hospital Regional José Fernandes Salsa, em Limoeiro, no Agreste. Ele recebeu alta no mesmo dia.

O caso foi registrado na 11ª Delegacia Seccional de Goiana como tentativa de homicídio e destacou que “as investigações foram iniciadas e seguem até o esclarecimento do caso”. No dia do crime, policiais militares fizeram uma busca pelo suspeito, que segue foragido.
 
Pernambuco registrou mais de 50 mil casos de violência contra mulher em 2023
 
Dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) mostram que em 2023 Pernambuco teve mais de 50 mil casos de violência familiar e doméstica. Em números totais, foram 52.090 notificações.

O número cresceu consideravelmente se comparado com 2022, que teve 44.341 ocorrências deste tipo. Recife lidera o ranking de município com mais casos de violência contra mulher, seguido de Jabaotaão dos Guararapes e Olinda.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL