Diario de Pernambuco
Busca

Luto

Morre, aos 88 anos, Manoel Vitalino, filho do Mestre Vitalino

O artista estava internado em um hospital de Caruaru para tratar de uma pneumonia

Publicado em: 05/01/2024 20:35

 (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Foto: Reprodução/Redes sociais

Manoel Vitalino, filho do artesão Mestre Vitalino, morreu nesta sexta-feira (5) aos 88 anos de idade. O artista estava internado no Hospital Manoel Afonso em Caruaru, no Agreste, para tratar de uma pneumonia, mas não resistiu. Com isso, Pernambuco perde um dos símbolos da arte do barro. 

A governadora Raquel Lyra publicou uma nota lamentando a morte do artista. "Caruaru e Pernambuco se despedem hoje de Manoel Vitalino, filho do Mestre Vitalino, artesão e grande defensor do legado de seu pai, um dos maiores nomes da arte popular do Nordeste e do Brasil. Recebi com tristeza a notícia de sua partida e expresso a minha profunda solidariedade à família e amigos neste momento de despedida”, diz o comunicado.

O prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro, também se pronunciou sobre a partida de Manoel Vitalino. “Foi com imenso pesar que recebi a notícia da partida de Manoel Vitalino, filho do Mestre Vitalino, um dos maiores nomes da arte do barro. Seu Manoel tinha 88 anos e foi um dos responsáveis por eternizar a história do seu pai. Que Deus conforte o coração de todos os familiares e amigos. Deixo aqui, o meu mais sincero pesar”.

As informações sobre o velório e sepultamento não foram divulgadas pela família.

Manoel Vitalino foi um dos responsáveis por deixar viva a memória do pai, Mestre Vitalino, um dos principais artesãos do estado. Manoel nasceu na vila do Alto do Moura no ano de 1935 e começou a atuar com barro desde cedo, aos sete anos de idade, tornando-se um grande companheiro do pai.


COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL