Diario de Pernambuco
Busca

VIOLÊNCIA

Confusão entre vizinhas acaba em agressões e estrangulamento de idosa; polícia investiga o caso

A vítima, uma idosa de 62 anos, prestou queixa na polícia e realizou exame de corpo de delito no IML do Recife; Polícia abriu inquérito para investigar o caso

Publicado em: 23/01/2024 19:44 | Atualizado em: 23/01/2024 19:53

A Polícia Civil confirmou que está investigando o caso  (Foto: Arquivo )
A Polícia Civil confirmou que está investigando o caso (Foto: Arquivo )

Uma confusão entre vizinhos de um condomínio no Centro do Recife resultou na instauração de um inquérito da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) para investigar uma suposta agressão a uma idosa, de 62 anos. 
 
O caso aconteceu na segunda (22), mas foi confirmado pela corporação nesta terça (23). 

A vítima, que não teve seu nome revelado, teria sido agredida e estrangulada por uma vizinha do prédio onde reside, na Rua do Hospício, no bairro da Boa Vista. 

Em nota enviada ao Diario de Pernambuco, a polícia se limitou a informar que um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado e que: “As diligências já foram iniciadas e seguirão até a completa elucidação dos fatos”. 

Como foi

Embora a polícia não confirme, informações extraoficiais dão conta que o caso ocorreu no Condomínio Nossa Senhora do Carmo. 

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que a agressora teria abordado a idosa. 

Ainda de acordo com informações preliminares, tudo ocorreu quando a vítima teria entrado no prédio e foi insultada pela mulher, que é ex-síndica do local. E, a partir deste momento, as agressões foram iniciadas dentro do elevador do prédio. 

Ainda segundo informações extraoficiais, a agressora teria tentado enforcar a idosa, além de agredir a vítima com socos e puxões de cabelo. As agressões foram interrompidas pelo segurança do local.

A vítima realizou exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife. 

Até a última atualização desta matéria, não havia informações se a suspeita de cometer as agressões teria sido identificada ou presa. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL