Diario de Pernambuco
Busca

Segurança pública

Carnaval 2024: PMs vão usar 187 câmeras corporais durante a folia

Informação foi divulgada nesta sexta (26) pelo secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, durate troca de comando na Policia Militar

Publicado em: 26/01/2024 13:12 | Atualizado em: 26/01/2024 15:09

Alessandro Carvalho anunciou câmeras corporais para PMs no Carnaval  (Foto: Rafael Vieira/DP)
Alessandro Carvalho anunciou câmeras corporais para PMs no Carnaval (Foto: Rafael Vieira/DP)
Os policiais militares de Pernambuco vão usar câmeras corporais durante o Carnaval 2024.
 
A informação foi repassada, nesta sexta (26), pelo secretário  de Defesa Social (SDS), Alessandro Carvalho. 
 
Ao lado da governadora Raquel Lyra (PSDB), Carvalho participou da troca de comando na PM, em solenidade no Quartel do Derby, na área central do Recife, onde houve a transmissão de cargo do ex-comandante, coronel Tibério César para o novo chefe da PM, coronel Ivanildo Torres. 
 
Segundo o gestor da SDS, serão 187 equipamentos para registrar as ações do efetivo durante a folia, que começa oficialmente no dia 8 de fevereiro, no Recife e em Olinda.
 
Segundo a SDS, as câmeras corporais estão sendo usadas em projeto experimental pelo 17º Batalhão, que atua no policiamento em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). 
 
" O que podemos anunciar são 187 câmeras corporais que nós temos no 17º BPM, que que estão em fase piloto. Elas (câmeras) estarão em cada patrulha que estiver no Carnaval e nas prévias de Recife e Olinda. Além disso, nós faremos o fechamento do Recife Antigo, são quatro pontes, uma delas que é a Giratória já está fechada, onde teremos o controle de acesso das pessoas com câmeras de reconhecimento facial, cruzando aquele dados com o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões, onde além do Recife, também ocorrerá no Sítio Histórico de Olinda”, ressaltou Alessandro Carvalho, acrescentando que a SDS irá replicação as imagens de câmeras de videomonitoramento das Prefeitura do Recife e de Olinda para o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods).
 
Essas câmaras poderão suprir a falta de equipamentos de registro de cenas de crimes e monitoramento que foram desligados desde o dia 1º de dezembro do ano passado.
 
Ao todo, 358 câmeras da SDS deixaram de operar em quatro das cidades mais importantes do Estado por causa do fim do contrato com a empresa responsável pelo serviço. 
 
O Governo está em meio ao processo de nova licitação para retomar a fiscalização no Recife, Olinda, na RMR, e em Caruaru, no Agreste , e em Petrolina, no Sertão pernambucano.
 
O desligamento dessas câmeras foi alvo de reportagens do Diarioo de Pernambuco em dezembro de 2023 e em janeiro deste ano. 

“O edital ainda não foi concluído. No chamamento nós só recebemos apenas uma empresa como resposta para chamamento público de cotação de preços,. É uma exigência legal que nós tenhamos mais de uma empresa para cotação, então isto está sendo buscando”, sinalizou o secretário. 


COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL