Diario de Pernambuco
Busca

Festa nas ladeiras

Carnaval 2024 de Olinda: Alceu Valença e Nação Zumbi abrem a folia

Anúncio da programação foi feito nesta segunda (22) pela prefeitura

Publicado em: 22/01/2024 14:20 | Atualizado em: 22/01/2024 16:42

Alceu tocará na abertura da festa (Foto: Francisco Silva/DP)
Alceu tocará na abertura da festa (Foto: Francisco Silva/DP)
Alceu Valença e Nação Zumbi serão atrações da abertura do Carnaval 2024 de Olinda, no Grande Recife. O anúncio foi feito nesta segunda (22), pela prefeitura da cidade.

O tema da festa este ano é "O Carnaval de Olinda é a cara da gente". A Prefeitura Municipal de Olinda espera mais de 4 milhões de pessoas durante o período de Momo, que começa oficialmente no dia 8 de fevereiro.
 
A prefeitura divulgou a grade de artistas, nos polos de animação, como a Praça do Carmo, o principal palco da festa.
 
Grade
 
Nação Zumbi vai tocar na quinta (8)  (Foto: Felipe Correia)
Nação Zumbi vai tocar na quinta (8) (Foto: Felipe Correia)
Na quinta-feira (8), vão se apresentar cortejo especial carnavalesco, Ed Carlos, Maciel Salu, Nação Zumbi e Alceu Valença.

A sexta (9), será o dia do brega. Vão tocar, MC Tocha, Kelvis Duran, Sheldon, Labaredas, Raphela Santos e Priscilla Senna. 
 
No sábado (10), haverá shows de Zuza Miranda, André Rio, Lenine e maestro Spokfrevo Orquestra, Mart'nália, Ave Sangria e Orquestra Contemporãnea de Olinda.
 
O domingo (11), terá o samba do Fundo de Quintal, Renatto Pires o punk do devotos, além de China e Pitty.  
 
Na segunda (12), se apresentam  a banda Carranza (Cena Peixinhos), Siba, Mombojó, Coco raiz de Arcoverde e Otto. 
 
O último dia de feta terá Mestre Ambróio, Eddie, almério e Orquestra de Bolso, além de Academia da Berlinda.  
  
Decoração

A estrutura para o Carnaval vai contar com sete pontos de decoração. Quatro desses locais recebem decoração aérea: Avenida Liberdade, Rua 15 de Novembro, Mercado da Ribeira e Rua Mercado do Eufrásio Barbosa, totalizando 4.824 metros quadrados. 

As ruas laterais ao Mercado do Eufrásio Barbosa, a Praça Laura Negro, o Largo do Varadouro e a Praça do Carmo receberão painéis. 

A arte dos painéis é de responsabilidade dos artistas João Carlos Leite e Maria Ilma Costa. 

No Palácio dos Governadores, sede do Executivo Municipal, a decoração será em franja metálica. 

Todas as ruas do sítio históricos irão receber decoração com material utilizado em fitas de TNT e fitas metálicas. 

Polos

A festa terá os seguintes polos: Erasto Vasconcelos, no Carmo, Guadalupe,  Varadouro,  Rio Doce,  afoxé Alafin oyó, Xambá na Rua do Terreiro, Acolhimento no Clube Atlântico. 

Homenageados em vida
 
A  folia de Olinda vai homenagear pessoas ainda em vida.

  • Dona Dá: Jodecilda Airola da Silva na cultura, simplesmente Dona Dá, nascida no Recife em 25 de maio de 1938, após casar aos 20 anos, decidiu mudar para a Olinda. Inicialmente, morrou no bairro de Sítio Novo e mora desde 1979 na Cidade Alta. 
  • Mestra Ana Lúcia: Nascida em Orlinda em 1944, aos 16 anos começou a cantar Coco de Roda nas festas do Acordo a Povo no Amaro Brando. Essa brincadeira segue sob sua responsabilidade há mais de 40 anos. 
  • Mãe Beth de Oxum: Maria Elizabeth de Oliveira é yalorixá. Nasceu em 1964 em Olinda. Desde sua juventude passou a frequentar terreiros de matriz africana e iniciou sua conexão com os tambores africanos presentes na cidade. 
  • João do Elefante: João da Silva Trindade, simplesmente seu João do Elefante, nasceu em 1938. Aos 85 anos, traz consigo um legado de muitos carnavais, tendo começado a atuar na área cultural aos sete anos de idade, influenciado pelo pai. A história de seu João se confunde com a tradição do carnaval de Olinda. 
  • Reginaldo da Paz: Catador de materiais recicláveis e artesão, gosta de ser chamado de garimpeiro, justificado pelo prazer de fazer a triagem dos produtos, o que considera grande fonte de riqueza. Batizado como Reginaldo Cabral, ele tem 60 anos e foi "rebatizado" pelo povo como Reginaldo da Paz, diariamente costuma ganhar as ruas bem antes das 4h, correndo com muita disposição. 
 
Empreendedorismo 
 
Uma parceria com o Banco do Nordeste garante vai garantir um empréstimo de até R$ 21 mil para os ambulantes para comprar mercadorias e poderem comercializar durante a festa. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL