Diario de Pernambuco
Busca

Serviço

Programa ''Atende Gestante'' completa 6 meses com mais de 6 mil atendimentos no Recife

Foram 789 consultas por meio do programa de teleatendimento

Publicado em: 01/12/2023 09:20 | Atualizado em: 01/12/2023 09:30

Segundo a prefeitura do Recife, ao longo desses meses, foram mais de 6.674 interações registradas através da assistente virtual denominada SUSi. (Foto: Divulgação)
Segundo a prefeitura do Recife, ao longo desses meses, foram mais de 6.674 interações registradas através da assistente virtual denominada SUSi. (Foto: Divulgação)

Lançado há seis meses para prestar apoio e promover um melhor serviço de teleatendimento para gestantes e puérperas, sem que haja deslocamento para consulta presencial, a Prefeitura do Recife criou o ‘’Atende Gestante'' com orientação, sendo 24 horas por dia.  

Segundo a prefeitura do Recife, ao longo desses meses, foram mais de 6.674 interações registradas através da assistente virtual denominada SUSi, cerca de 2.860 atendimentos remotos com a equipe de teleatendimento da recepção digital, 789 teleconsultas, através das quais enfermeiras e médicas obstetras, tendo uma relevância de 89,1%.

Atende Gestante  

O programa foi desenvolvido para atender a uma necessidade materno-infantil do Recife, após a experiência do Atende em Casa, que surgiu durante a pandemia da Covid-19. 

O desenvolvimento da ferramenta teve início em 2021, com base na Linha de Cuidado da Saúde da Mulher do município. O serviço passou por um projeto-piloto nos Distritos Sanitários 2 e 3 entre 2022 e 2023. 

Nele, estão disponíveis três níveis de atendimento, com a assistente virtual SUSi, a recepção digital e a teleconsulta. A disponibilidade 24 horas por dia para orientações e dúvidas frequentes, aliada ao atendimento humano das 7h às 19h.

Como funciona

De domingo a domingo, o programa é acessível pelo ConectaZap, através do número (81) 9117-1407 no Whatsapp, no site disponível aqui ou aplicativo do Conecta Recife.

O programa demonstrou um impacto positivo na vida das gestantes e puérperas da capital pernambucana.

Esse tipo de atendimento permitiu que casos como dor pélvica, corrimento vaginal, síndrome gripal, sangramento, pressão alta, cefaleia, falta de ar, queixas urinárias, trabalho de parto em diversas fases, e alterações dos movimentos fetais fossem tratados de forma eficaz, mesmo que a distância.

''O Atende Gestante confirma que o atendimento humanizado às mulheres pode ser ampliado por meio da telessaúde. É comum gestantes que vão com frequência à maternidade e precisam voltar para suas casas, pois não chegou a hora de parir. Hoje, a recifense gestante que está em dúvida se deve ir ou não à maternidade, pode fazer uma teleconsulta com uma obstetra sem sair de casa, e ir para o hospital apenas na hora de ter seu bebê, em trabalho de parto ativo, com mais segurança'', destaca  o gerente geral de Saúde Digital do Recife, Gustavo Godoy.

Com dados da gestão, os números revelam que, do serviço de teleassistência, apenas 10,9% dos atendimentos realizados resultaram em encaminhamentos para atendimentos presenciais. 

O projeto foi inserido no programa Recife Cuida, que investe aproximadamente R$ 400 milhões na rede de saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL