Diario de Pernambuco
Busca

Roubos

Secretaria de Defesa Social elabora força-tarefa para combater roubos em Pernambuco

A iniciativa é da Secretaria de Defesa Social

Publicado em: 27/12/2023 21:43 | Atualizado em: 27/12/2023 22:36

A iniciativa vai analisar quais locais têm mais ocorrências de roubo em Pernambuco e direcionar os esforços das equipes policiais para estas áreas (Foto: Governo de Pernambuco/Divulgação)
A iniciativa vai analisar quais locais têm mais ocorrências de roubo em Pernambuco e direcionar os esforços das equipes policiais para estas áreas (Foto: Governo de Pernambuco/Divulgação)

O número de queixas de roubos em Pernambuco continua alarmante mesmo com uma redução de 9,2% comparado ao ano anterior. Em 2023, foram registradas 41.859 notificações deste tipo de crime, o que significa 125 roubos por dia no estado. Para reverter este cenário e promover a segurança, a Secretaria de Defesa Social criou a Força-Tarefa de Crimes Patrimoniais.

A iniciativa vai analisar quais locais têm mais ocorrências de roubo em Pernambuco e direcionar os esforços das equipes policiais para estas áreas. Cada local terá uma estratégia específica para que o combate aos roubos seja o mais eficaz possível. Esta força-tarefa foi criada após uma determinação do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, e foi publicada no último sábado (23).

A secretária-executiva, Dominique de Castro Oliveira, é a responsável pela coordenação da iniciativa do Governo do Estado. De acordo com a portaria, a Força-Tarefa de Crimes Patrimoniais tem a  "finalidade de analisar dados, traçar estratégias de prevenção e repressão e monitorar as informações acerca das ocorrências no Estado de Pernambuco".

O Governo do estado lançou, em novembro, o programa Juntos pela Segurança. A iniciativa tem o objetivo de reduzir em 30%, até o final de 2026, os números de roubos, tendo como base os dados de 2022.

Um dos desafios da Força-Tarefa de Crimes Patrimoniais é reduzir o número de roubos de carros no estado. Pelo menos 35 veículos são roubados por dia em Pernambuco, levando em conta os dados entre janeiro e agosto deste ano. Foram 8.576 carros que pararam nas mãos de bandidos entre estes meses.

A maioria das ocorrências aponta que os veículos roubados são destinados pelas quadrilhas ao desmanche ou para a revenda ilegal por meio da adulteração dos sinais de identificação.

Roubo de celulares também está entre os mais comuns. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), 12.317 celulares foram recuperados no estado entre janeiro e novembro deste ano.

Tags: pernambuco | segurança | roubo | sds |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL