Diario de Pernambuco
Busca

Fiscalização

Operação no Recife mira nos motoqueiros após relatos de ''rolêzinhos'' no Natal

Blitzes surpresas foram implantadas em diversos pontos estratégicos para abordar os infratores

Publicado em: 29/12/2023 17:40

Nesta ação foram utilizadas blitzes surpresas em pontos da cidade (Foto: Divulgação/PMPE)
Nesta ação foram utilizadas blitzes surpresas em pontos da cidade (Foto: Divulgação/PMPE)

Uma operação realizada na noite desta quinta-feira (28) fiscalizou motoristas que infringem as leis de trânsito nas principais vias do Recife. A iniciativa teve foco nos motoqueiros após a realização de “rolêzinhos” na véspera de Natal e foi promovida pela Polícia Militar de Pernambuco, em parceria com a Guarda Municipal do Recife e com a Brigada Ambiental. 

Nesta ação foram utilizadas blitzes surpresas em pontos da cidade e emprego de policiais militares de unidades operacionais, tanto da DIM, quanto da DIRESP, além do serviço de inteligência da Corporação.

A ação é uma resposta dos órgãos às ações criminosas que ocorreram, sobretudo durante o feriado de Natal, em diversos bairros do Recife. Moradores da capital relataram ter visto diversos motoqueiros “empinando” as motos e cometendo infrações no dia 24 de dezembro. A infração é gravíssima e traz como penalidade multa no valor de R,47 e suspensão do direito de dirigir.

Diante dos relatos, a operação foi montada com o intuito de garantir a segurança e a tranquilidade dos cidadãos, coibindo práticas irresponsáveis no trânsito e a perturbação da ordem pública. 

“A PMPE está atenta às necessidades de intervenções em prol da segurança pública e da incolumidade física dos nossos cidadãos e participa ativamente com essa operação, lançando efetivo policial que dará pleno apoio à fiscalização dos órgãos municipais na execução de suas competências, visando contribuir com a preservação da ordem pública e a paz social”, afirma o chefe de comunicação da Corporação, coronel Luiz Cláudio de Brito. Estiveram presentes na ação a secretária-executiva de Defesa Social, Dominique Oliveira, juntamente com o diretor adjunto Integrado Metropolitano, coronel Emílio Vieira.

A Polícia Militar de Pernambuco destaca que em casos como este a participação ativa da sociedade é fundamental. Os moradores que presenciaram infrações de trânsito podem fazer uma denúncia por meio do número 190.

Segundo o artigo 17 do o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “promover, na via, competição, eventos organizados, exibição e demonstração de perícia em manobra de veículo, ou deles participar, como condutor, sem permissão da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via” corresponde a uma infração gravíssima, com multa de R$ 2,9 mil, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo.

Já o artigo 308 do CTB define que “participar, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística ou ainda de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente, gerando situação de risco à incolumidade pública ou privada” poderá resultar em pena de detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Ainda de acordo com a legislação, “se da prática do crime previsto resultar lesão corporal de natureza grave, e as circunstâncias demonstrarem que o agente não quis o resultado nem assumiu o risco de produzi-lo, a pena privativa de liberdade é de reclusão, de três a seis anos”. 

O CTB ainda prevê que, caso o crime resulte em morte e as circunstâncias demonstrarem que o agente não quis o resultado nem assumiu o risco de produzi-lo, “a pena privativa de liberdade é de reclusão de cinco a dez anos”.

Motoqueiros estão entre os principais envolvidos em acidentes de trânsito

Um levantamento feito pela Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) mostra que 321 motociclistas foram vítimas de sinistros de trânsito em 2022, o que significa um aumento de 3% comparado ao ano anterior. Houve incremento na quantidade de mortos e feridos.

Entre as principais violações cometidas por eles estão desrespeitar o sinal vermelho e a placa pare, trafegar em velocidade acima do permitido, pilotar sem capacete ou com a viseira irregular, ultrapassar pela contramão, fazer manobras de risco, transportar crianças menores de 7 anos, estacionar em local proibido e pilotar usando chinelo.

Algumas destas infrações são as principais responsáveis pelos sinistros no trânsito do Recife e o relatório emitido pela CTTU destaca que, entre 2021 e 2022, verificou-se um aumento de aproximadamente 22,9% na quantidade de motociclistas feridos.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL