Diario de Pernambuco
Busca

RODOVIAS ESTADUAIS

Malha rodoviária de Pernambuco passa por requalificação após investimento de R$ 900 milhões, diz governo

Melhorias da PE-15, Estrada da Muribeca e BR-232 já têm recursos garantidos e estão em andamento

Publicado em: 18/12/2023 14:37 | Atualizado em: 18/12/2023 14:48

Estrada passa por melhorias, segundo estado  (Foto: Governo de Pernambuco)
Estrada passa por melhorias, segundo estado (Foto: Governo de Pernambuco)
O governo de Pernambuco divulgou, nesta segunda (18), um balanço sobre as obras nas estradas, realizadas este ano. 

O estado disse que houve um investimento de R$ 900 milhões em obras para restauração, duplicação, sinalização e triplicação de rodovias. 

Ainda no balanço, o governo informou que, no início do ano, foi feito um diagnóstico completo da situação da malha rodoviária do Estado, que apontou a deficiência na área. 

No primeiro semestre, a gestão estadual captou um empréstimo junto ao Banco do Brasil exclusivamente para melhoria da infraestrutura rodoviária.

As obras iniciadas este ano contemplam 691 quilômetros e atendem rodovias do litoral ao Sertão.

“A reestruturação da malha viária é uma prioridade do nosso Governo. Para superar questões como obras sem recursos garantidos e projetos incompletos, foi preciso um esforço redobrado, que hoje já apresenta resultados. Estamos terminando o primeiro ano de mandato com muitos compromissos saindo do papel, que permitem a recuperação da nossa malha rodoviária com recursos já assegurados para que tudo seja concluído no prazo estabelecido em cada uma das obras”, destaca a governadora Raquel Lyra. 

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), estão sendo executadas obras de recuperação de importantes rodovias, a exemplo da PE-015, que liga Olinda a Paulista, com 12,4 quilômetros, contemplando também a faixa central exclusiva do BRT, que se estende até Abreu e Lima, na BR-101. 

Outra via que será concluída no primeiro semestre de 2024 é a PE-017, conhecida como Estrada da Muribeca. 

Dos 12 quilômetros de extensão, que conectam a BR-101 ao centro de Jaboatão Velho, restam três quilômetros a serem finalizados.

Parte da via que recebe o fluxo de veículos mais intenso, por onde passam caminhões transportando cargas para empresas de logística, além das linhas de ônibus que atendem os conjuntos residenciais da Muribeca e Marcos Freire, em Jaboatão dos Guararapes.

Para o secretário de Mobilidade e Infraestrutura, Diogo Bezerra, a retomada de obras importantes e estruturadoras para o Estado reforça o compromisso da gestão com os pernambucanos das mais diversas regiões.

Importante corredor que leva ao interior do Estado, a BR-232 está com a sua triplicação na Região Metropolitana sendo concluída através do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi).

A gestão atual precisou readequar o contrato, já que decisões em 2022 determinaram a exclusão de itens importantes, como a ciclovia e a passarela de pedestres. Em consultas ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), foi negociado um aditivo contratual para permitir a conclusão da obra sem prejuízo à população. 

A iniciativa conta com investimento de R$ 157 milhões e a obra, quando concluída, vai reduzir o tempo do trajeto em 35 minutos, melhorando a fluidez da circulação diária de aproximadamente 67 mil veículos. 

A expectativa é entregar a via triplicada, com todas as exigências contratuais, em maio de 2024. 

Já no litoral pernambucano, o acesso à praia de Muro Alto, no município de Ipojuca, está sendo requalificado. 

A obra é aguardada há anos pela população. A reparação do asfalto contempla 5,6 quilômetros, ligando a PE-009 a um dos pontos turísticos litorâneos mais procurados de Pernambuco e onde há uma grande concentração da rede hoteleira. 

A iniciativa vai impulsionar o turismo local, gerando mais renda e novos postos de trabalho e contribuindo para o desenvolvimento daquela região.

Na Mata Sul, a recuperação da PE-045, que liga o município de Escada ao de Vitória de Santo Antão, foi reiniciada após várias paralisações nos anos anteriores. 

A rodovia é utilizada por quem segue do Agreste com destino ao litoral sul e Alagoas. 

A recuperação da via irá facilitar o escoamento da produção agrícola, principalmente da cana de açúcar.

No Agreste, obras importantes para o turismo e desenvolvimento da região seguem avançando. 

A restauração e duplicação de 13,2 quilômetros da BR-104, que liga os municípios de Caruaru e Toritama, conta com um investimento de R$ 106 milhões. 

A estrada é uma das rotas mais importantes para o Polo de Confecções de Santa Cruz do Capibaribe, setor que mais movimenta a economia da localidade. 

Para evitar congestionamentos, será realizado um projeto de engenharia para implantação do contorno viário que desviará a circulação do transporte de carga para uma nova rota, sem cruzar o perímetro urbano de Toritama.

O trecho de 43,5 quilômetros da PE-145, que vai do entroncamento com a BR-104, em Caruaru, até o distrito de Fazenda Nova, em Brejo da Madre de Deus, também está sendo restaurado. 

A obra conta com o aporte de R$ 43,8 milhões. O novo trecho vai melhorar a trafegabilidade e oferecer mais conforto e segurança aos usuários. 

A via é a principal rota para milhares de pessoas, principalmente turistas de várias partes do Brasil e do exterior com destino à Nova Jerusalém, onde todos os anos acontece o tradicional espetáculo da Paixão de Cristo.

Está sendo realizada também a restauração de duas rodovias do Sertão do São Francisco: a PE-638 e a VPE-639. 

As duas vias estão interligadas e são estratégicas para o município de Petrolina, por onde passa o transporte da produção da fruticultura da região, conectando cinco projetos de irrigação. 

A previsão é de que a VPE-639 seja concluída ainda este ano e a PE-638 seja finalizada em fevereiro de 2024. Somados, os investimentos das duas rodovias chegam ao montante de R$ 54 milhões.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL