Diario de Pernambuco
Busca

Religião

De costas ou de joelhos, devotos sobem morro e reverenciam Nossa Senhora da Conceição

Milhares de pessoas foram até a Zona Norte nesta sexta (8), homenagear a santa. Governadora e prefeito também fizeram orações

Publicado em: 08/12/2023 11:25 | Atualizado em: 08/12/2023 12:20

Multidão foi ao Morro da Conceição nesta sexta (8) (Foto: Rafael Vieira/DP)
Multidão foi ao Morro da Conceição nesta sexta (8) (Foto: Rafael Vieira/DP)
Cenas de fé e devoção não faltaram nesta sexta (8), no sobe e desce das ladeiras do Morro da Conceição, na Zona Norte do Recife. 

Desde a madrugada o movimento de peregrinação foi intenso na área. 
 
Na multidão era possível observar várias pessoas pagando promessas de todo jeito.
 
Com tijolos na cabeça, subindo de costas, descalços e até de joelhos.

Considerada, a partir de agora  um Patrimônio Cultural Imaterial do Recife, a 119ª Festa de Nossa Senhora da Conceição atraiu muita gente. 

Teve devoto que foi render homenagens e renovar  a fé aos pés da santa. 

As pessoas também agradeceram a graças alcançadas e pediram saúde, paz e proteção. 

Movimento foi intenso no Morro da Conceição (Foto: Rafael Vieira/DP)
Movimento foi intenso no Morro da Conceição (Foto: Rafael Vieira/DP)
Mesmo com o forte calor, os fiéis encararam os 365 degraus da escadaria e as ladeiras de tirar o fôlego.  
 
Mas nada virou obstáculo para quem foi demonstrar a fé. 
 
Logo na subida do Morro da Conceição, a dona de casa Maria Gomes, de 53 anos,  subia, de costas, a ladeira. Guiada pelo marido, ela queria pagar uma promessa. 

Ela conta que sobe o morro todos os anos para agradecer um pedido que ela fez há mais de 10 anos e deu certo.

“Subo o morro todos os anos de costas para agradecer, porque fiz uma promessa pedindo saúde para o meu neto e graças a Deus ele está bem”, disse dona Maria Gomes.

Ladeiras ficaram lotadas de devotos  (Foto: Rafael Vieira/DP)
Ladeiras ficaram lotadas de devotos (Foto: Rafael Vieira/DP)
Entre os milhares de fiéis, a professora Adalúcia Marques, de 50 anos, disse que todos os anos sobe o morro para agradecer uma graça alcançada.

“Sou professora da Rede Municipal de Paulista e estou aqui hoje para agradecer à Nossa Senhora da Conceição por uma graça alcançada. Houve um concurso interno no ano passado e eu vim aqui pedir à Nossa Senhora para assumir como professora do atendimento especializado. Em março deste ano, eu assumi o cargo. Por isso, todos os anos eu venho agradecer e renovar  a fé”, disse a Adalúcia.
 
As irmãs Kaciana Rogelli, de 47 anos, e Rozana Rwosley, de 45 anos, subiram o morro de joelhos para agradecer pela saúde de Kaciana.

Devota subiu morro de joelhos para pagar promessa (Foto: Rafael Vieira/DP)
Devota subiu morro de joelhos para pagar promessa (Foto: Rafael Vieira/DP)
“Todo ano é uma graça diferente. Eu faço os meus pedidos e, graças a Deus, ela me atende. E este ano, foi porque eu estava doente.  Estava com uma suspeita de um tumor maligno. Eu pedi muito a ela para me curar e se desse negativo eu subiria o morro de joelhos e de mãos dadas com a minha irmã. O resultado deu negativo e estou aqui para agradecer. Ela é maravilhosa”, disse Kaciana.

Governadora e prefeito

Governadora Raquel Lyra fez orações  (Foto: Governo de Pernambuco/Divulgação)
Governadora Raquel Lyra fez orações (Foto: Governo de Pernambuco/Divulgação)
No santuário, teve missa de hora em hora. As celebrações também  foram feitas no palco, do lado de fora. 
 
Em uma das missas, a governadora Raquel Lyra (PSDB) e a vice, Priscila Krause (Cidadania) fizeram orações. 

Raquel Lyra falou sobre a emoção de participar da solenidade religiosa. 
 
“É uma emoção muito grande ver a manifestação de fé e da religiosidade da nossa gente bem no coração do Recife, no Morro da Conceição. Para mim é uma alegria poder, pela primeira vez como governadora, estar aqui e agradecer a Deus e a Nossa Senhora pelo ano que passou, pelas adversidades que conseguimos superar, pedir força, sabedoria, benção para as comunidades, para que a gente possa construir as alianças necessárias para fazer o bem no nosso Estado e permitir que as pessoas possam ser mais felizes onde vivem”, disse Raquel Lyra.

Prefeito João Campos acendeu velas de madrugada  (Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação)
Prefeito João Campos acendeu velas de madrugada (Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação)
Ainda de madrugada, o prefeito João Campos (PSDB) assinou a nova lei que transformou a festa em Patrimônio Cultural Imaterial do Recife. 

 “Uma alegria e emoção muito grande subir o Morro da Conceição para assistir pela primeira vez a missa da meia-noite, que abre este dia 8 de homenagens à Nossa Senhora da Conceição. Sempre subo o morro no dia da santa, mas não tem hora para rezar e trabalhar pelo Recife. (...) A força da fé se fortalece e renova a cada ano. E hoje ainda tive a satisfação de sancionar o projeto de lei dos vereadores Liane Cirne e Eriberto Rafael, que torna a Festa de Nossa Senhora da Conceição o nosso Patrimônio Cultural Imaterial”, afirmou o prefeito.

Comércio
 
A Festa do Morro também movimentou a economia local.
Barraqueiros e ambulantes faturaram com a  venda de comidas, camisas, canecas e itens de decoração. 

O vendedor ambulante Braulio José da Silva Costa, 58 anos, participa da festa do morro todos os anos. 

Ele aproveita a ocasião para vender os seus produtos e também para agradecer.

“Desde que a festa começou que estou aqui vendendo meus produtos, o movimento estava um pouco devagar, mas hoje eu sabia que ia ser grande e as vendas melhoraram muito. vou ficar aqui até a noite”, relatou o comerciante.
 
O encerramento da festa previa a procissão, na tarde desta sexta, e uma missa com o arcebispo dom Paulo Jackson, à noite.  

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL