Diario de Pernambuco
Busca

Empregos

Sessenta e nove mulheres são nomeadas para a Polícia Penal estadual

Novas servidoras vão reforçar as atividades das unidades prisionais do Estado

Publicado em: 24/11/2023 13:45 | Atualizado em: 24/11/2023 14:51

Polícia Penal toma conta dos presídios em Pernambuco  (Foto: Arquivo/DP)
Polícia Penal toma conta dos presídios em Pernambuco (Foto: Arquivo/DP)
Mais 69 policiais penais foram nomeadas, nesta sexta-feira (24), pelo Governo de Pernambuco.  A nomeação das profissionais, que são todas do gênero femninino, foi divulgada no Diário Oficial.
 
Ao todo, de janeiro a novembro de 2023, já foram nomeadas 93 policiais penais femininas.

As novas servidoras vão atuar no reforço das unidades prisionais de Pernambuco e se juntam a outros 338 policiais penais que foram  empossados no último mês de setembro.
 
Ao todo, foram convocados 407 profissionais, o que representa o dobro previsto pelo concurso feito em 2021. O edital previa a convocação de pelo menos 200 policiais.

“Com a nomeação dessas policiais penais nós damos mais um passo no sentido de virar a página dos altos índices de criminalidade no Estado de Pernambuco. Essas mulheres vão se juntar a tantos outros agentes de segurança para fazer com que o nosso sistema penitenciário se torne um exemplo para todo o Brasil. Esse é um dos fundamentos centrais do nosso Juntos Pela Segurança e, como está demonstrado, é uma prioridade que tem se materializado a partir de ações concretas”, observou a governadora Raquel Lyra. 

As policiais penais nomeadas já passaram pelo processo de treinamento e capacitação necessário para o início da jornada.
 
A preparação foi feita durante quatro meses e contou com etapas operacionais e administrativas.
 
Entre as atividades realizadas no treinamento estavam testes de aptidão física, avaliação psicológica, curso de formação profissional, além de um estágio nas unidades prisionais do Estado. 

O curso preparatório também contou com aulas de disciplinas voltadas para intervenções prisionais, abordagens táticas, administração prisional, orçamento prisional, ética e direitos humanos.

“Este ato da governadora Raquel Lyra demonstra a sua preocupação e a sua sensibilidade quanto à segurança dos pernambucanos e pernambucanas. Investir no sistema prisional é reforçar diretamente a segurança pública do nosso Estado. É buscar garantir os direitos dos que estão encarcerados e a paz de quem está em liberdade”, afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado, Flávio Oliveira.

O Governo do Estado vem fortalecendo o sistema prisional de Pernambuco através do direcionamento de recursos para o setor. A destinação de R$ 105 milhões já está prevista na proposta de orçamento de 2024 para o sistema prisional do Estado. 

O valor deve ser empregado na conclusão de obras e na aquisição de equipamentos de segurança, entre outras finalidades. No ano passado, foram destinados R$ 20,3 milhões para a construção de novas unidades prisionais.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL