Diario de Pernambuco
Busca

Coleta seletiva

Recife planeja isentar de impostos e anistiar cooperativas que atuam com reciclagem

Prefeitura enviou projeto de lei para câmara de vereadores e dará início a um processo de convocação para permitir a remuneração pelo trabalho de triagem de materiais reciclados na cidade

Publicado em: 24/11/2023 11:34

Coleta seletiva é incentivada no Recife  (Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação )
Coleta seletiva é incentivada no Recife (Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação )
A Prefeitura do Recife enviou um projeto de lei para a Câmara de Vereadores  para incentivar a  reciclagem e promover a sustentabilidade.
 
A ideia é isentar de impostos municipais as cooperativas que trabalham com reciclagem na cidade. 
 
Pela proposta, elas também terão suas dívidas fiscais perdoadas e serão dispensadas do pagamento de multas. 
 
Esta sem,ana,  prefeito João Campos (PSB) assinou o projeto de lei, durante visita à sede da Cooperativa Reciclando Vidas, localizada na Rua Imperial, no bairro de São José.
 
O prefeito também anunciou que a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) vai lançar um chamamento público para credenciamento das cooperativas interessadas em participar do trabalho de reciclagem na cidade.
 
Isso vai permitir o pagamento pela triagem de materiais reciclados.
 
“As boas práticas no Brasil e mundo afora mostram que a cidade que fortalece esse sistema de cooperativismo tem um acréscimo muito grande no material que é reciclado, além do incremento de qualidade. Quando você bota quem tem interesse direto na reciclagem para cuidar desse processo, ele sai com mais qualidade e a gente ainda consegue garantir renda e trabalho para muitas famílias, que podem trabalhar com qualidade, segurança e dignidade. Nunca existiu isso no Recife neste tamanho e agora a gente sinaliza para um caminho viável para executar essa política pública”, afirmou o Prefeito João Campos.
 
Cooperativas
 
O trabalho das cooperativas é de grande importância para a sustentabilidade da cidade, reaproveitando material reciclável que iria para os aterros e gerando renda para as famílias em contrapartida.
 
 Essas organizações também contam com o apoio da gestão municipal, que encaminha todo o descarte reciclável recolhido na coleta seletiva para as cooperativas. 
 
São mais de 3.500 munícipes cadastrados em 66 bairros atendidos.
 
Entre janeiro e agosto desse ano, por exemplo, foram coletadas 1.771 toneladas de resíduos.
 
Além disso, a cidade possui 130 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), onde as pessoas também podem descartar o material reciclável separado em casa.
 
É possível localizar os equipamentos nolink 

"Agora com esse Projeto de Lei, vamos garantir o pagamento pelo serviço de triagem dessas cooperativas. Isso é uma forma de a gente dizer o quão importante é essa ação dentro da estrutura da limpeza urbana. A ideia é fazer com que esse trabalho integrado tenha realmente sucesso e que as cooperativas trabalhem de forma cada vez mais independente”, explicou a Secretária de Infraestrutura do Recife, Marília Dantas.

Para se cadastrar no serviço de coleta seletiva da cidade o munícipe pode utilizar o aplicativo Conecta Recife, o telefone 156 ou, mais uma vez, acessar o Recife Limpa por meio do link. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL