Diario de Pernambuco
Busca

Nomeação

Jovens ativistas brasileiros serão nomeados pelo Unicef

A solenidade poderá ser acompanhada por meio do canal oficial do Unicef, nesta segunda (20), das 16h30 às 18h

Publicado em: 20/11/2023 04:40 | Atualizado em: 20/11/2023 05:46

A nomeação oficial acontece durante evento online Influência Negra, Ativismo e Direitos das Crianças e Adolescentes que será transmitido nesta segunda-feira (20). (Foto: Divulgação)
A nomeação oficial acontece durante evento online Influência Negra, Ativismo e Direitos das Crianças e Adolescentes que será transmitido nesta segunda-feira (20). (Foto: Divulgação)
 
No Dia Nacional da Consciência Negra e no Dia Mundial da Criança, celebrado no dia 20 de novembro, três jovens ativistas do Brasil serão reconhecidos e nomeados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). 

A nomeação oficial acontece durante evento online ''Influência Negra, Ativismo e Direitos das Crianças e Adolescentes'', que será transmitido nesta segunda-feira.

A solenidade poderá ser acompanhada por meio do canal oficial do Unicef, das 16h30 às 18h.
 
Os jovens são: Maria Eduarda Silva, jovem negra de 19 anos, estudante e ativista de Pernambuco; Erick Patrick Felix Soares, jovem negro de 20 anos, ativista do Rio de Janeiro; Tainara da Costa Cruz, jovem indígena e estudante de 19 anos do povo Omagua Kambeba e ativista do Amazonas.

O evento conta com a participação especial do embaixador do Unicef, Lázaro Ramos, além da influencer e atriz Luana Xavier, e do também influencer e empresário Júlio Beltrão. 

Em Brasília, capital do país, os jovens ativistas do Unicef também irão participar do evento ''O Brasil pela Igualdade Racial'', que é realizado pelo Governo Federal e vai acontecer na manhã de segunda (20), no Palácio do Planalto.

Ao serem nomeados como jovens ativistas, Maria Eduarda, Erick e Tainara terão um papel importante para incentivar outros jovens e evidenciar o que o mundo precisa para que os direitos das crianças e adolescentes sejam respeitados.

''A nomeação dos jovens ativistas do Unicef afirma nosso compromisso de promover e assegurar a participação de crianças, adolescentes e jovens na tomada de decisões que os afetam, e também nosso reconhecimento sobre a importância do ativismo desses jovens. Eles são fundamentais para ampliar as vozes de meninas e meninos, e representam as mudanças positivas que queremos ver no mundo'', diz o representante do Unicef no Brasil, Youssouf Abdel-Jelil.

Conheça os Jovens ativistas

Erick Patrick Felix Soares, 20 anos, é um jovem ativista negro, nascido e criado em favelas da Zona Norte do Rio de Janeiro. Erick riou o Coletivo ArterAção para lutar pela democratização do acesso a cultura, educação e saúde.
 
Em três anos o coletivo já alcançou, aproximadamente, mais de 500 jovens, 13 escolas públicas da Zona Norte, com oficinas artísticas-educacionais, apresentações de multilinguagens e ações sociais em comunidades/favelas/periferias, escolas e praças públicas. 

O grupo foi contemplado no programa Chama na Solução 2023 com o projeto ''SustentArte: Simples, Direto e Impactante'' que promoveu oficinas de audiovisual como ferramenta política: Racismo Ambiental e Mudanças climáticas.


Tainara da Costa Cruz, 19 anos, é estudante do 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Samsung Amazonas, localizada na Comunidade Três Unidos.
 
Tainara é indígena do povo Omagua Kambeba e faz parte da Rede de Jovens Comunicadores da Rede de Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas (Makira E'ta). É ativista climática e esteve junto a delegação de adolescentes e jovens do Unicef na COP27.

Maria Eduarda Silva, 20 anos, é natural de Bonito, interior de Pernambuco, e atua na mobilização de adolescentes e jovens para o enfrentamento das mudanças climáticas.
 
Duda, como é conhecida, é ativista do NUCA (Núcleo de Cidadania de Adolescentes) desde 2017 e esteve junto a delegação de adolescentes e jovens do Unicef na COP27.

Saiba sobre a UNICEF

Em prol da solidariedade, O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) atende a diversos lugares no mundo, para alcançar as crianças mais desfavorecidas. 

Em 190 países e territórios, o fundo trabalha para construir um mundo melhor para todos. Para acompanhar mais sobre o trabalho, o Unicef está presente em seu site oficial e também nas redes sociais, com ações da organização disponíveis no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn.
Tags: unicef | nomeação | ativismo |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL