Diario de Pernambuco
Busca

Violência

Arma que teria sido usada no assassinato em Porto de Galinhas foi achada embaixo de carrinho, diz PM

Cearense que seria integrante de facção criminosa morreu e mulher ficou ferida por bala perdida

Publicado em: 13/11/2023 08:55

Revólver que teria sido usado no assassinato de cearense foi entregue em Porto de Galinhas (Foto: PMPE/Divulgação)
Revólver que teria sido usado no assassinato de cearense foi entregue em Porto de Galinhas (Foto: PMPE/Divulgação)

A arma que teria sido usada no assassinato de um cearense de 31 anos, no domingo (12), na Praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife, já está com a Polícia Civil.

 

A informação foi repassada, nesta segunda (13), por meio de nota divulgada pela Polícia Militar (PM).

 

O revólver, segundo a PM, foi entregue na noite de domingo por um homem.

 

Ele disse aos policiais que achou a arma embaixo de seu carrinho de comércio, perto do local do crime.

 

Uma foto divulgada pela PM mostra o revólver e as munições.  

 

O homem que foi assassinado é do Ceará. O nome dele não foi divulgado,

 

De acordo com informações preliminares, ele teria ligação com uma facção criminosa que atua naquele estado.

 

No ataque, uma mulher ficou ferida com um tiro na barriga. Ela seria uma guia turística que trabalha na cidade e foi vítima de bala perdida.

 

Nesta segunda, o Hospital da Restauração (HR), no Recife onde ela está internada, informou que o e3stado de saúde é “estável”.

 

“A paciente passou por cirurgia e está em recuperação”, acrescentou. O nome dela não foi divulgado. 

 

Prisões

 

A PM também detalhou as prisões de três suspeitos de envolvimento no crime.

 

De acordo com a corporação, após constarem a morte do homem, policiais militares do 18º Batalhão, de posse das características dos envolvidos, seguiram até a pousada onde os suspeitos estariam hospedados.

 

Ao chegarem ao local, os três já se preparavam para deixar a pousada.

 

“A esposa da vítima informou ao efetivo policial que, tanto seu esposo, quanto os suspeitos, faziam parte de uma facção criminosa do Ceará e que seu esposo havia pedido desligamento da facção, sendo jurado de morte por isso”, disse a nota da PM.

 

A polícia militar informou, ainda, que os três foram levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) “para serem tomadas as medidas legais cabíveis”.

 

Nesta segunda, o Diario de Pernambuco entrou em contato com a Polícia Civil e pediu uma atualização das investigações.

 

Por nota, a corporaçá9o confirmou as prisões em flagrante de dois homens de 24 anos e um com 28 anos.

 

“As investigações iniciais apontam que todos os autuados têm envolvimento com o tráfico de drogas em Fortaleza (CE) e a motivação seria um conflito com a atividade criminosa naquela localidade. O caso segue em investigação pela 15ª Delegacia de Polícia de Homicídios”, acrescentou.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL