Diario de Pernambuco
Busca

Arte e cultura

Sete pernambucanas estão na final de prêmio para lideranças femininas

Prêmio Inspirar 2023 vai contemplar mulheres que desenvolvem ações de destaque

Publicado em: 20/10/2023 09:29

Prêmio é concedido a lideranças femininas (Foto: Divulgação)
Prêmio é concedido a lideranças femininas (Foto: Divulgação)
O prêmio Inspirar 2023 conta com sete pernambucana na fase final. Promovido pelo Instituto Neoenergia, a ideia é apontar 16 lideranças femininas que atuam há pelo menos um ano na arte e na cultura. 

Segundo os organizadores, as ações desenvolvidas no estado concorrem com projetos da Bahia, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo, além do Distrito Federal.

A votação vai até o dia 22 de outubro no site do Instituto Neoenergia. Serão distribuídos R$ 140 mil para as 16 vencedoras em três categorias:

  • Mulheres (pessoa física ou Microempreendedora Individual, MEI)
  • Coletivos (grupos  não formalizados representados por uma liderança feminina responsável pela submissão);
  •  organizações (pessoas jurídicas, com mulher na representação legal, e com faturamento anual de até R$ 1 milhão)

Do total de premiadas, três ainda são selecionadas pelo Comitê Externo de Especialistas do prêmio, por mérito cultural.

Conheça as finalistas


Na categoria Mulheres, Pernambuco conta com três finalistas. Uma delas é Jaqueline Fraga, que lidera atividades de literatura, educação e comunicação no projeto  “Conhecendo escritoras negras de Pernambuco”, em que apresenta ao público mulheres negras do estado que atuam na literatura.

Outra finalista é Kempla Baptista, idealizadora do "Caçando Estórias", projeto com abordagem artístico-pedagógica que é constituído por ações multidisciplinares para crianças. 

Vanilma Cavalcante é a terceira pernambucana na final. Ela é produtora cultural e agricultora, residente da Comunidade de Remanescentes Quilombolas Águas Claras e atuante  na luta por direitos e igualdade racial.

 Na categoria Coletivos, duas pernambucanas chegaram à final do Prêmio Inspirar, sendo elas Jéssica Gomes da Silva, do Coletivo MPLGBT; e Vitória Santos, do Coletivo Coração Negro.

Por fim, na Categoria Organizações, Andala Pereira, do Cavalo Marinho Boi Pintado - Museu das Tradições do Cavalo Marinho; e Arary Marrocos, do Teatro Experimental de Arte; fecham a lista de finalistas pernambucanas.

O Prêmio Inspirar é realizado pelo Instituto Neoenergia, com acolaboração das cinco distribuidoras da companhia:
 
Neoenergia Brasília (DF), Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP/MS), Neoenergia Pernambuco (PE), além da parceria técnica da Baluarte Cultura.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL