Diario de Pernambuco
Busca

Saúde

Profissionais de saúde são capacitados para diagnosticar câncer infantil

Ação faz parte de nova etapa do programa "Fique Atento: pode ser câncer!", que será lançada nesta terça (24)

Publicado em: 24/10/2023 10:40 | Atualizado em: 24/10/2023 11:40

Gac fica no Recife  (Foto: Arquivo DP
)
Gac fica no Recife (Foto: Arquivo DP )

Uma nova etapa do programa "Fique Atento: pode ser câncer!’" será lançada nesta terça (24). A ideia é capacitar  profissionais de saúde de todo o estado para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.
 
A iniciativa é do Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer – Pernambuco (GAC-PE). Também fazem parte do projeto a Secretaria Estadual de Saúde, a Universidade de Pernambuco (UPE) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)/ Centro Acadêmico de Vitória de Santo Antão,
 
Segundo o governo de Pernambuco, a expectativa é capacitar mais de 10 mil profissionais de saúde que integram as 12 Gerências Regionais de Saúde (GERES) por webpalestras.
 
A carga horária é de 120 horas para os profissionais. A capacitação será realizada pelo Núcleo Estadual de Telessaúde de Pernambuco, por meio do site (https://telessaude.pe.gov.br/portal/ )
 
“O Fique Atento busca complementar a formação dos profissionais de saúde, pois os cursos de graduação não oferecem disciplinas específicas sobre o câncer infantojuvenil, que apresenta sintomas fáceis de serem confundidos com doenças comuns. Por isso, é crucial que os profissionais da atenção básica estejam capacitados para a suspeita e diagnóstico rápido da doença, aumentando, assim, as chances de cura e de melhoria na qualidade de vida dos pacientes”, explica a oncopediatra Vera Morais, presidente do GAC-PE.

O Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) da UPE disponibilizará os conteudistas para abordagem dos temas relacionadas ao câncer infantil.
 
As webpalestras serão armazenadas na plataforma da Telessaúde para que os outros profissionais possam ter acesso às informações.

A teleducação é um eixo fundamental para gestão integrada com o intuito de garantir a educação permanente em saúde utilizando recursos educacionais mediados por tecnologias digitais de informação e comunicação.
 
“Dentre as inúmeras iniciativas, destacamos os cursos online abertos massivos. Eles são focados em oferecer conteúdo atualizado e adaptado às necessidades dos profissionais da rede de saúde de Pernambuco. O Curso “Fique Atento: Pode ser Câncer” já atingiu 8.591 inscrições e concedeu 12.013 certificações.”, destaca Talita Monteiro apoio institucional da teleducação da SES-PE.

A terceira edição deste curso foi estruturada em quatro módulos autoinstrucionais, totalizando 100 horas de aprendizado. Se preferir, o participante também pode optar por cursar apenas um módulo e receber uma certificação de 20 ou 30 horas.

Estatísticas

No Brasil, o câncer já é a primeira causa de morte por doença na faixa etária de 0 a 19 anos. O diagnóstico muitas vezes demora porque o câncer infantil apresenta sintomas diferentes dos apresentados pelos adultos, e podem ser confundidos com outras doenças comuns naquela faixa etária, tais como: febre persistente, dor de cabeça pela manhã, dor óssea, dor abdominal, suor noturno excessivo, reflexo esbranquiçado nos olhos (olho de gato) entre outros.
 
Entre os tipos de câncer mais comuns nas crianças e adolescentes estão a leucemia, linfomas e do sistema nervoso central, neuroblastoma, retinoblastoma e osteossarcoma. Com o diagnóstico precoce dos pacientes há cerca de 70% de chance de cura e possibilidade de uma boa qualidade de vida após o tratamento.

GAC

O Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer – Pernambuco (GAC-PE) é uma organização da sociedade civil, que há 26 anos assiste crianças, adolescentes e jovens, com faixa etária entre 0 a 19 anos, no tratamento do câncer em parceria com o Centro de Oncohematologia Pediátrica (CEONHPE) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC).
 
Para saber como ajudar o GAC-PE, basta enviar mensagens via WhatsApp para (81) 99962.0199 ou acessar o site www.gac.org.br e clicar na seção “doações”.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL