Diario de Pernambuco
Busca

Violência em Jaboatão

''Todos estão querendo desvendar, esclarecer, prender e punir'', diz presidente do TJPE sobre assassinato de juiz

Paulo Torres Pereira da Silva foi abordado no próprio carro e morto com vários disparos de arma de fogo

Publicado em: 20/10/2023 10:45 | Atualizado em: 20/10/2023 11:24

Juiz Paulo Torres Silva tinha 69 anos (Foto: Arquivo/TJPE)
Juiz Paulo Torres Silva tinha 69 anos (Foto: Arquivo/TJPE)
Horas depois do assassinato do juiz Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos, o  presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Luiz Carlos Barros Figueiredo, se pronunciou sobre o crime, por meio de um vídeo divulgado nesta sexta (20). 

“O que foi? Como foi? São coisas que precisam ser esclarecidas.Todos estão preocupados, todos estão querendo desvendar, esclarecer, prender e punir para dar uma satisfação à família, aos colegas magistrados e servidores do Tribunal e à sociedade como um todo”, exclamou.

Diante do assassinato, o TJPE decretou luto oficial e bandeira a meio-mastro por três dias.

O juiz de Direito da 21ª Vara Cível da Capital foi morto a tiros na noite de quinta-feira (19), no bairro de Candeias.

Figueirêdo afirmou que esteve com a governadora Raquel Lyra (PSDB) e com representantes do Supremo Tribunal e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e cobrou esclarecimento dos fatos. 

Luiz Carlos de Barros Figueirêdo também prestou solidariedade à família do juiz assassinado e disse que as apurações precisam ser feitas “com muita cautela para não errar, porque o momento agora é de solidariedade aos familiares. E à família, que se conforme e console, principalmente com a solidariedade e agradecendo a Deus por ter convivido com esse ser humano de luz por tanto tempo”.

O Tribunal também informou que entrou em contato com as autoridades policiais de Pernambuco para contribuir com o esclarecimento do crime e responsabilização dos culpados. 

Quem era o juiz assassinado?

Conhecido como Paulão, o magistrado tinha 69 anos e era juiz há quase 34 anos. Paulo Torres Pereira da Silva também atuava como desembargador substituto quando tinha oportunidade.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o crime aconteceu na Rua Maria Digna Gameiro, em Candeias. O juiz foi abordado por criminosos que estavam em um veículo Onix da cor vermelha.

Em seguida, o magistrado foi atingido por vários disparos. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e encaminhada ao local, mas o juiz já foi encontrado sem vida.

O velório de Paulo Torres Pereira da Silva será a partir das 14h no Memorial Guararapes, na BR 101.

Tags: jaboatão | tjpe | juiz | assassinato |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL