Diario de Pernambuco
Busca

Carnaval

Lia de Itamaracá e Chico Science serão os homenageados do carnaval de 2024 no Recife

O anúncio foi feito pelo prefeito do Recife, João Campos, através do Instagram

Publicado em: 20/10/2023 12:30 | Atualizado em: 20/10/2023 12:42

Lia de Itamarcá e a irmã de Chico Science demonstraram gratidão após receberem a notícia da homenagem (Foto: Felipe Souto Maior - Secult-PE/Fundarpe e Fred Jordão)
Lia de Itamarcá e a irmã de Chico Science demonstraram gratidão após receberem a notícia da homenagem (Foto: Felipe Souto Maior - Secult-PE/Fundarpe e Fred Jordão)

O Carnaval de 2024 do Recife irá homenagear os artistas Lia de Itamaracá, ícone da ciranda no estado, e Chico Science, um dos principais colaboradores do movimento manguebeat. O anúncio foi feito pelo prefeito da cidade, João Campos (PSB), através das redes sociais, nesta sexta-feira (20).

“Lia é a maior cirandeira que o nosso estado já viu, uma mulher negra, de atitude, que completará 80 anos no ano que vem e o carnaval do Recife vai poder fazer essa homenagem em vida a ela. Chico é o grande ícone do manguebeat, movimento que completa 30 anos. E, por incrível que pareça, ele nunca foi homenageado no carnaval do Recife. Os dois representam muito a nossa cultura popular e foram grandes responsáveis  por pegar a cultura popular do Recife e de Pernambuco e levar para o mundo inteiro”, disse o prefeito João Campos.

Por meio de um vídeo publicado no Instagram de João Campos, Lia de Itamaracá disse que as pessoas não “sabem o quanto eu estou feliz com a notícia que eu recebi, de que vou ser a homenageada no carnaval do Recife. Vais ser muito maravilhoso, gente. Eu estou feliz”.

A irmã de Chico Science, Maria Goretti de França, também agradeceu a homenagem ao artista e disse que é uma alegria para a família ter Chico como um dos homenageados pois “Chico era carnavalesco, era aquele cara que comprava fantasia, que se planejava para as programações de carnaval, independente dele estar ou não nos palcos. Ele estava nas ruas brincando carnaval. Para a gente é uma alegria ter este reconhecimento”. 


Lia de Itamaracá

Lia de Itamaracá é uma dançarina, compositora e cantora nascida na Ilha de Itamaracá, em Pernambuco. Desenvolveu uma relação com a dança desde a infância, começou a participar de rodas de ciranda.

Em 1977, a artista lançou seu primeiro disco, chamado “A Rainha da Ciranda”. No ano seguinte, Lia participou do festival “Abril pro Rock”, o que fez com que ela se tornasse conhecida nacionalmente.

Ao longo da carreira, Lia de Itamaracá se arriscou em outras artes e participou  do curta-metragem Recife Frio. Em 2019, a artista fez parte do elenco do filme Bacurau.

Lia é considerada Patrimônio Vivo de Pernambuco, título concedido pelo governo a grandes ícones da história do estado. Em 2019, a cirandeira recebeu o título de Doutora Honoris Causa, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), pelos serviços prestados à cultura do estado e do Brasil.

Chico Science
 
Chico Science foi um cantor e compositor nascido em Olinda. Ele é considerado como um dos principais colaboradores do movimento manguebeat, nos anos 1990. O artista integrou a banda Chico Science & Nação Zumbi, com quem fez dois discos: Da Lama ao Caos e Afrociberdelia.
 
Junto com a banda, Chico deu início ao manguebeat, movimento com direito a manifesto. O artista tinha como referências musicais James Brown, Bob Marley, Grandmaster Flash e Kurtis Blow.

Os dois álbuns feitos por Chico entraram para a lista dos 100 melhores discos da música brasileira feita pela revista Rolling Stone.

O artista morreu após o carro que ele dirigia se chocar com um poste no dia 2 de fevereiro de 1997. Science chegou a ser socorrido e foi levado para o Hospital da Restauração, mas o cantor e compositor não resistiu e chegou ao hospital morto.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL