Diario de Pernambuco
Busca

Crime

Juiz é morto a tiros em Jaboatão dos Guararapes

Paulo Torres Pereira da Silva pertencia à 21° Vara Cível da Comarca do Recife e foi alvejado dentro do próprio carro, na noite desta quinta-feira (19)

Publicado em: 19/10/2023 23:48 | Atualizado em: 20/10/2023 00:09

Assassinato aconteceu na Rua Maria Digna Gameiro, em Barra de Jangada (Reprodução/Google)
Assassinato aconteceu na Rua Maria Digna Gameiro, em Barra de Jangada (Reprodução/Google)
 
 
O juiz de direito da 1° Vara Cível da Comarca do Recife, Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos, foi morto a tiros, dentro do seu próprio carro, um WR-V, da marca Honda, por volta das 20h desta quinta-feira (19), em Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes. Paulão, como o magistrado era conhecido, era juiz há 34 anos e atuou por diversas vezes como desembargador substituto.

O crime aconteceu na Rua Maria Digna Gameiro, onde o juiz foi surpreendido por criminosos que estavam em um veículo Onix, da cor vermelha, que efetuaram vários disparos. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e encaminhada ao local, mas o magistrado já foi encontrado sem vida.
 
Magistrado tinha 34 anos de profissão e também atuava como desembargador substituto (Reprodução)
Magistrado tinha 34 anos de profissão e também atuava como desembargador substituto (Reprodução)
 

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) lamentou a morte do juiz e informou que “está entrando em contato com as autoridades policiais para o rápido esclarecimento do crime e a responsabilização dos culpados”.

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) informou apenas que recebeu um chamado às 20h30 sobre um homicídio em Barra de Jangada e que as investigações ficarão a cargo da Policia Civil de Pernambuco (PCPE). A PCPE, por sua vez, disse por meio de nota que está investigando o caso. “A ocorrência ainda está em andamento e mais informações poderão ser repassadas em breve, após as diligências iniciais”, afirmou.
 
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também se pronunciou sobre a morte do juiz Paulo Torres Pereira da Silva e disse estar se comunicando com as autoridades competentes para contribuir com o esclarecimento do crime e responsabilização dos autores, além de se solidarizar com familiares e amigos.
 
Até o fechamento desta matéria, equipes do Instituto de Identificação Tavares Buril (IITVB) e da PCPE continuavam no local para perícia no carro em que ocorreu o crime. Há indícios de que câmeras de segurança da vizinhança possam ter registrado o assassinato. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL