Diario de Pernambuco
Busca

Tráfico

Quadrilha é presa com 25 quilos de haxixe; droga é avaliada em R$ 2 milhões

Entre os presos pela Delegacia de Boa Viagem, no Recife, estão três homens e duas mulheres

Publicado em: 19/10/2023 13:08 | Atualizado em: 19/10/2023 14:57

Os 25 quilos de haxixe estavam em uma mala, em um flat, em Boa Viagem  (Foto: Divulgação/Polícia Civil )
Os 25 quilos de haxixe estavam em uma mala, em um flat, em Boa Viagem (Foto: Divulgação/Polícia Civil )
Três homens e duas mulheres foram  flagrados por equipes da polícia civil com 25 quilos de haxixe. A droga está avaliada em R$ 2 milhões. 
 
Eles fazem parte de uma rede de tráfico de drogas de grande escala que foi desbaratada por equipes da Polícia Civil, na tarde de quarta (18), em Boa Viagem, zona sul do Recife.
 
As informações detalhadas foram repassadas na manhã desta quinta (19), em coletiva realizada pela polícia civil.
 
De acordo com o delegado Alessandro Orico, após algumas prisões realizadas pela equipe da Delegacia de Boa Viagem, os policiais obtiveram  informações a respeito dos suspeitos.
 
Um deles já era conhecido pela equipe por fazer parte de uma associação envolvida no tráfico de drogas.
 
Ainda de acordo com informações da polícia, os agentes tiveram conhecimento de que os investigados tinham chegado em um flat em Setúbal, em Boa Viagem.

De posse dessas informações, a equipe policial agiu prontamente, chegando ao endereço. 

“Ao chegarmos ao endereço, encontramos o investigado na piscina do flat, fizemos alguns questionamentos e subimos até o apartamento. Chegando ao apartamento, encontramos o restante do grupo e a mala com a droga”, disse o delegado que comandou as investigações.
 
As duas mulheres que estavam com o grupo disseram que atuavam como mula, trazendo a droga de outros estados em viagens de ônibus.
 
Todos foram encaminhados para audiência de custódia, onde ficarão à disposição das autoridades competentes.
 
O que é haxixe

 
O haxixe é uma resina da maconha. Trata-se de uma substância mais potente do que a maconha comum, com concentração de THC (princípio ativo) de até 30%. 
 
O consumo pode levar a efeitos adversos, como prejudicar a atenção e concentração, aumentar os riscos de acidentes, desencadear  quadros de pânico e paranoia, causar dependência e, em casos raros, desencadear psicose.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL