Diario de Pernambuco
Busca

Saúde pública

Escorpiões são achados na emergência e banheiro do Hospital Getúlio Vargas

Imagens enviadas ao Diario de Pernambuco mostram um animal morto e grudado na sola de um calçado

Publicado em: 05/10/2023 14:30

Escorpião foi morto e ficou grudado na sola de calçado no HGV (Foto: Redes sociais/Reprodução)
Escorpião foi morto e ficou grudado na sola de calçado no HGV (Foto: Redes sociais/Reprodução)
Escorpiões foram encontrados, nesta quinta (5), no Hospital  Getúlio Vargas (HGV), uma das principais unidades públicas de saúde de Pernambuco, no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. 
 
Pacientes fizeram a denúncia ao Diario de Pernambuco e enviaram imagens que mostram um dos animais mortos. Em uma das fotos, o bicho está grudado na sola de um calçado.
 
Segundo os denunciantes, um  dos escorpiões estava na sala de emergência. O outro foi localizado em um banheiro. 
 
Um dos denunciantes é um home de 28 anos. Ele preferiu  não ser identificado por temer represálias bem como um possível comprometimento no atendimento da própria esposa, que está internada no HGV. 
 
A mulher  dele, de 27 anos, aguarda uma cirurgia para tratar problemas na vesícula. 
 
Ainda de acordo com a denúncia, o movimento de pessoas na emergência era grande quando o animal foi encontrado.
 
“Estávamos no corredor da ala de emergência, quando uma acompanhante de um paciente, que estava ao nosso lado, identificou que havia um bicho estranho na cabeça da doente. Quando vimos, se tratava de um escorpião e todo mundo ficou assustado. Não acreditamos que estávamos vendo”, denunciou o homem, que trabalha como recepcionista. 
 
Pacientes sofrem com superlotação no HGV (Foto: Reprodução/ Redes sociais )
Pacientes sofrem com superlotação no HGV (Foto: Reprodução/ Redes sociais )
O homem que fez a denúncia mora em  Ipojuca,  no Grande Recife.  Ele disse que a  esposa está internada há três dias no HGV.
 
Ele afirmou, ainda, que procurou funcionários do hospital para alertar para o risco da presença de animais peçonhentos, mas não obteve o apoio que esperava. 
 
 “Ninguém sabia falar nada nem justificar o fato. Estamos amedrontados em meio a um hospital lotado. Isso é surreal. Estamos abandonados”, desabafou o homem. 
 
Nas imagens enviadas ao Diario de Pernambuco também é possível observar a superlotação da unidade de saúde Havia pontos de infiltração e água escorrendo na  ala de emergência. 

O que diz o governo

Por meio de nota, a  Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE)  afirmou que é realizada dedetização de forma regular, por empresa terceirizada, bem como é feito um monitoramento das ações para controle de pragas e vetores pelo Núcleo Ambiental do HGV. 
 
Na nota, a direção do  HGV disse que,  “às vezes, ao limpar áreas externas, há um desalojamento desses aracnídeos”.
 
Ainda de acordo com o comunicado, pontualmente, pode ocorrer aparecimento. 
 
“Contudo, há um controle desse e de outros vetores através do processo sistemático de dedetização realizado no âmbito do HGV”, acrescentou. 
 
Sobre a lotação, a unidade “reconhece que há uma alta demanda de pacientes na unidade, que é referência em especialidades diversas, e tem trabalhado na melhoria dos fluxos assistenciais, visando oferta de maior qualificação no atendimento e celeridade na rotatividade dos leitos”.
 
“Mesmo diante do fluxo intenso, devido à complexidade dos atendimentos, a direção do serviço destaca que todos os pacientes estão sendo medicados e atendidos pela equipe multidisciplinar da unidade de saúde”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL