Diario de Pernambuco
Busca

Facepe

Bolsas de pesquisa têm reajuste de valores em nove modalidades; confira

Aumentos podem chegar até 60% sendo comparados aos das agências federais

Publicado em: 05/10/2023 09:13

Reajuste de bolsas garante mais dinheiro para pesquisadores  (Foto? Divulgação)
Reajuste de bolsas garante mais dinheiro para pesquisadores (Foto? Divulgação)
Com o objetivo de incentivar pesquisas no estado, a partir deste mês de outubro, o governo de Pernambuco anunciou  um reajuste de até 60% nos valores das bolsas de pesquisa da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe).

O reajuste possibilita nivelar os valores das bolsas aos das agências federais (CNPQ e Capes).
 
Esse aumento engloba nove categorias, a depender da modalidade e nível.

Bolsas contempladas com o aumento
 
BCT (Bolsa de Cooperação Técnica); 
BDCT (Bolsa de Difusão Científica e Tecnológica);
BFP (Bolsa de Fixação de Pesquisador); 
BPV (Bolsa de Pesquisador Visitante); 
BFT (Bolsa de Fixação de Técnico de Apoio à Pesquisa); 
BIC-Jr (Bolsa de Iniciação Científica Júnior); 
BTT (Bolsa de Treinamento de Técnico); 
BFM (Bolsa de Finalização de Mestrado) e 
BFD (Bolsa de Finalização de Doutorado). 

Como fica
 
A BFP e BPV, por exemplo, com valor atual R$ 4.400, passarão para R$ 5.200. Já a BDCT (estudante 2º ano médio) aumentará de R$ 300 para R$ 400.  

Em agosto deste ano, os valores das modalidades BIA (Bolsa de Incentivo Acadêmico), BIC (Bolsa de Iniciação Científica) foram reajustados e BPGs (Bolsas de Pós-Graduação, nos níveis Mestrado e Doutorado) foram atualizados de acordo com o reajuste.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL