Diario de Pernambuco
Busca

Violência

PF prende suspeito de estupro e de produzir material pornográfico infantil

Operações foram realizadas no estado para combater crimes contra crianças e adolescentes

Publicado em: 28/09/2023 08:24 | Atualizado em: 28/09/2023 19:58

Policias federais fizeram três ações para combater violência contra crianças (Foto: Divulgação/PF)
Policias federais fizeram três ações para combater violência contra crianças (Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal em Pernambuco (PF), com a ajuda de uma ONG dos Estados Unidos, deflagrou uma série de operações para combater crimes contra a infância.

 

Um suspeito de estupro de vulnerável e de produzir e armazenar material pornográfico infantil foi preso. 

 
Nas ações, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em municípios de Pernambuco.
 
A meta da PF foi desarticular grupos criminosos que praticam violência contra as crianças e adolescentes. 
 
Segundo a assessoria de imprensa da PF, foram deflagradas, na quarta (27), três operações em três cidades pernambucanas para o combate à exploração sexual infantil. 
 
As investigações tiveram início no ano passado. Elas contaram com o apoio de inteligência da Organização Não Governamental americana National Center for Missing and Exploited Children (Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas). 
 
A entidade atua no recebimento de denúncias sobre crimes relacionados a abusos sexual infantil e desaparecimento de crianças pelo mundo. 
 
 
Prisão
 
De acordo com a PF, por meio da Operação “Resgatada 7”, um homem, de 29 anos, foi preso preventivamente no município de Primavera, na Zona da Mata Sul do Estado, após as investigações apontarem a suspeita que ele teria abusado sexualmente de uma criança.
 
A PF também cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do suspeito para coletar provas materiais para comprovar a prática dos crimes.  Caso ele seja condenado, pode pegar penas que chegam a 18 anos de reclusão.
 
Apreensões
 
Em Paudalho, na Zona da Mata Norte do Estado, a PF deflagrou a Operação “Cyber 2”, no qual cumpriu um mandado de busca e apreensão expedido pela 36ª Vara Criminal da Justiça Federal de Pernambuco.
 
Foi apreendido um celular, encaminhado para perícia a fim de verificar o armazenamento, divulgação e venda de conteúdos com cenas de abuso sexual infantil, além da prática de estupro de vulnerável de menores e de produção de material com este tipo de contéudo. 
 
A  PF não revelou nome e idade do responsável pelo aparelho, mas, destacou que se condenado, o suspeito pode pegar de 20 a 41 anos de reclusão. 
 
Ainda de acordo com a corporação, a última Operação deflagrada, denominada de “Anjo da Guarda 3”, cumpriu mandando de busca e apreensão de um arsenal digital com conteúdos de exploração infantil encontrados em uma residência, no município de Xéxeu, na Zona da Mata Sul do Estado. 
 
Os policiais apreenderam computadores, notebooks, celulares, e mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo cenas de abuso sexual de menores.
 
Também não foi divulgado o suspeito responsável por estes materiais, mas se condenado, as somas das condenações podem variar de 16 a 33 anos de reclusão.



Tags: pf | violência | crimes | sexuais | prisão |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL