SAÚDE

Três projetos sociais de Pernambuco vencem seleção regional

Publicado em: 08/11/2022 16:02 | Atualizado em: 08/11/2022 16:37

Atuação politica, formação e cuidados em saúde marcam ação do Coletivo Mulheres Periféricas (Reprodução Coletivomplgbt.com)
Atuação politica, formação e cuidados em saúde marcam ação do Coletivo Mulheres Periféricas (Reprodução Coletivomplgbt.com)
Três projetos de Pernambuco estão entre as doze iniciativas sociais na área da saúde selecionadas da região Nordeste pelo Programa Basis II, uma ação de capacitação e estruturação do Instituto SAB e da Fundação Dom Cabral. A seleção ocorreu por meio de um edital iniciado no dia 20 de julho e finalizado em 26 de agosto, segundo as organizações com centenas de iniciativas dos nove estados nordestinos. As iniciativas pernambucanas contempladas são “Coletivo Mulheres Periféricas e LGBTQIA+”, “Lar Esperança de Vida Luiz de Oliveira Neves Pesqueira” e “Mulheres em Crescimento”.

Segundo a organização do Programa Basis II, o desafio é promover saúde e qualidade de vida para comunidades carentes da região Nordeste. Na primeira edição, em 2021, foram capacitados doze projetos na região Sudeste. A iniciativa é apresentada como resultado de estudos que indicam que muitas iniciativas sociais não conseguem sobreviver ou desenvolver todo o seu potencial por questões organizacionais, gerenciais e por carências na área da tecnologia.

Nesta segunda edição foram selecionados doze projetos que atuam na região nordeste do país, através de um edital iniciado dia 20 de julho e finalizado em 26 de agosto. Centenas de iniciativas dos nove estados nordestinos participaram do processo. Após cumprimento dos requisitos previstos no edital, uma minuciosa seleção encabeçada por profissionais da FDC e do Instituto SAB, além das iniciativas pernambucanas foram escolhidos os seguintes projetos: “Abrace uma Borboleta”, “Centro Médico Integrativo Casa de Cura Caraíva”, “Giro Preventivo Associação das Favelas de Sergipe (Cufa)”, “Grupo de Apoio à Criança com Câncer”, “Melhoria da Assistência no Serviço de Oncologia Pediátrica da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna”, “Nosso Negócio é a Cura”, “Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva”, “Primeiros Socorros para Todos” e “Projetos Arroz com Feijão e Mais Água”.

Todas as iniciativas contempladas participarão de uma trilha de capacitação durante oito meses em formato misto, presencial e virtual. Para garantir o acesso e cumprimento da carga horária estabelecida, o Instituto SAB doará um notebook para cada projeto.

Desenvolvida pela Fundação Dom Cabral, especializada em gerir negócios e capacitar pessoas, a metodologia será aplicada em diferentes áreas com objetivo de estruturar e reestruturar os projetos. “Ofereceremos a cada iniciativa todo o suporte necessário para o desenvolvimento e ampliação do projeto. Estruturar de maneira sólida e eficaz ampliando seu poder de atuação é nosso objetivo”, diz o coordenador do projeto, professor Márcio Rabelo.

A trilha de capacitação atua de forma efetiva em áreas cruciais para o desenvolvimento de qualquer negócio ou iniciativa. Amparo jurídico, suporte na gestão de pessoas, orientações nas áreas de comunicação e marketing e estratégias para a viabilização financeira dos projetos serão alguns pontos abordados durante todo o processo. “A saúde é um grande desafio em todo Brasil, mas na região Nordeste isso é mais evidente e preocupante. Programas sociais ajudam a diminuir essa desigualdade e estruturar esses projetos aumentando positivamente seus impactos é necessário e exige expertise e seriedade”, argumenta Áurea Barros, superintendente do Instituto SAB.

As aulas começam no início de novembro no formato virtual, pela Internet. No final do mês, o grupo participará de uma reunião presencial em Salvador, Bahia, com dois dias de imersão e troca de conhecimento entre representantes dos projetos e a equipe, adianta Márcio Rabelo. Segundo a organização, milhões de nordestinos sofrem com a escassez de recursos materiais, de infraestrutura e com a falta de profissionais no Nordeste, sendo que 29% dos municípios da região encontram-se em estado de extrema pobreza. “Para se ter uma ideia, existem bolsões de municípios sem estrutura mínima de atendimento, o que desequilibra e agrava ainda mais o acesso à saúde. Não temos dúvidas que as ações sociais fazem a diferença e precisam ser incentivadas e estruturadas. Precisamos transformar essa triste realidade”, diz Áurea Barros.

Sobre o Instituto SAB
O Instituto Saúde, Aceleração e Bem-Estar (SAB) é uma associação privada sem finalidade lucrativa com atuação em saúde. Fundada em 7 de maio de 1975, tem como missão contribuir com a saúde de pessoas em situação de vulnerabilidade social, através de excelência em serviços de saúde na área da promoção da saúde.

Sobre a Fundação Dom Cabral
A Fundação Dom Cabral é uma escola de negócios brasileira de classe mundial e que capacitou, em 2021, mais de 37 mil executivos. Fundada há mais de 45 anos, ocupa, em 2022, a 9ª posição dentre as escolas de educação executiva participantes do ranking do Financial Times e contribui para o desenvolvimento sustentável da sociedade articulando educação executiva, educação acadêmica e educação social para o desenvolver gestores, executivos e empresários de organizações públicas, privadas e do terceiro setor.

Por meio do Centro Social Cardeal Dom Serafim, a FDC gera impacto social positivo tendo a educação como pilar para o desenvolvimento de jovens em situação de vulnerabilidade social, empreendedores populares e organizações sociais e seus gestores. Em 2021, lançou o portal Seja Relevante, com a curadoria da FDC e conteúdos proprietários, que traz notícias e informações sobre a área de carreira, gestão, negócios e impacto social.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Programa Basis II e Coletivomplgbt.com.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL