CLIMA

Prefeitura, Nações Unidas e ICLEI assinam carta de intenção para avançar na construção de resiliência climática e prevenção de desastres no Recife

Publicado em: 18/08/2022 18:30

 (Foto: Divulgação.)
Foto: Divulgação.
Com o objetivo de unir esforços na redução de riscos de acidentes ocasionados por questões climáticas, a Prefeitura do Recife, o Escritório das Nações Unidas para a Redução de Riscos de Desastres (UNDRR) e o ICLEI América do Sul assinaram carta de intenção de compromisso, no âmbito da iniciativa Making Cities Resilient (MCR2030). A Secretaria de Planejamento, Gestão e Transformação Digital (Seplagtd) e a Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec) firmaram o protocolo junto com as instituições, na manhã desta quinta (18), e aproveitaram para mostrar a experiência vivenciada pela Prefeitura durante as chuvas de maio.

"Esse apoio é importante porque há uma perspectiva positiva de colaboração e solidariedade", ressaltou o coronel Cássio Sinomar, secretário executivo da Defesa Civil do Recife. Ele explicou que as atividades da Sedec são realizadas com o propósito de salvar pessoas. "Passado o momento crítico de um acidente, nós perseveramos nas ações de prevenção. Alguns dos nossos protocolos de ações imediatas precisam ser reforçados e integrados", exemplificou.

A Defesa Civil destacou o Programa Parceria como atividade que está entre as principais políticas de prevenção. "Em áreas de risco de pequeno porte, fazemos a vistoria no local, apresentamos um projeto, bancamos o material e a comunidade realiza a obra. Em 2022 já entregamos 518 obras dentro do programa", explicou Cássio. A meta de gestão do prefeito João Campos é chegar à marca de mil obras este ano. "Passado o período de chuvas, nosso foco é nas obras de infraestrutura", disse.

"Alguns dos nossos protocolos de ações imediatas precisam ser reforçados e integrados, assim como aumentar as capacidades locais e a sensibilização das comunidades que vivem em áreas de risco", ressaltou Felipe Martins Matos, secretário Planejamento, Gestão e Transformação Digital. "Identificamos a necessidade de um esforço de investimento na área da inteligência, por exemplo, que nos ajude a evitar os impactos climáticos. Essa parceria com a UNDRR e o ICLEI certamente ajudará outras cidades no aperfeiçoamento das ações de prevenção", disse Felipe.

Para Nahuel Arenas, vice-chefe regional do escritório das Américas e do Caribe da UNDRR, conhecer a experiência vivida pelo Recife ajuda a traçar pacotes de ações que possam apoiar prefeituras de outros municípios. "O compromisso das Nações Unidas hoje é conhecer as atividades desenvolvidas pela Prefeitura e levar essas práticas para outras cidades", disse. "Para nós do ICLEI a primeira tarefa aqui é parabenizar o modelo de trabalho da Defesa Civil do Recife, que é referência para a América Latina. No momento em que a cidade foi castigada pelas chuvas, a política posta em prática foi eficiente", declarou Rodrigo Perpétuo, secretário executivo da América do Sul do ICLEI.

Após a assinatura da carta, a equipe da Defesa Civil seguiu junto com os representantes da UNDRR e do ICLEI até a comunidade de Lagoa Encantada. A Sedec mobilizou uma das famílias beneficiadas com a obra do Programa Parceria. O gerente geral de Articulação Política e Internacional, Rafael Bezerra, que representou a vice-prefeita Isabella de Roldão, acompanhou toda a agenda do dia.
Tags: desastres | chuvas | clima | avanços |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL