Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

EDUCAÇÃO

Prefeitura do Paulista inicia projeto piloto Multileituras Antimachistas em escola municipal

Publicado em: 05/08/2022 18:58

 (Foto: Divulgação.)
Foto: Divulgação.
A Escola Municipal Cônego Costa Carvalho, na Vila Torres Galvão, dará início ao projeto piloto Multileituras Antimachistas. A iniciativa, da Prefeitura de Paulista, foi selada na tarde desta sexta-feira (05/08), entre as secretarias Executiva da Mulher e de Educação. Trata-se de desmistificar o estereótipo da cultura machista impregnada na sociedade. Participarão 267 estudantes do 6º ao 9º ano, de forma gradual, orientados pelos professores de suas respectivas turmas. 

O Multileituras será inovador por trazer o combate a cultura machista trabalhado sob a ótica de diversas disciplinas como português, geografia, história, matemática, expressando-se, ao final, em diversas linguagens. A medida tem como escopo o premiado projeto Maria da Penha Vai à Escola. 

Em reunião com os professores da Escola Cônego Costa Carvalho, a secretária executiva da Mulher, Bianca Pinho Alves, acompanhada de sua equipe técnica, mostrou o trabalho desenvolvido pela pasta. "O lugar de mulher é ter voz e vez na sociedade. Aqui vamos deixar claro que estamos entusiasmados para que esses jovens compartilhem o respeito, principalmente entre o homem e a mulher", explicou.

A gestora da unidade, professora Taciana Ferreira, reforçou aos professores  a importância da temática tão presente na atualidade. Participaram Gláucio Ramos, Gleidecele da Silva (Língua Portuguesa), Priscila Augusta (Inglês), Elanne Neves (Ciências), Fábio Paulo (Geografia e História) e Edson Oliveira (Matemática). Ao final da reunião, foram definidas datas para os próximos encontros com os pais e estudantes. Sob a anuência da Secretaria Executiva da Mulher, o professor Gláucio ficará responsável pelo acompanhamento diário do projeto na escola. 

O professor Gláucio Ramos destacou que pretende desenvolver nas turmas de língua portuguesa atividades poéticas. O trabalho final será divulgado nas linhas dos ônibus da Região Metropolitana do Recife. "Os poemas serão escritos pelos próprios alunos, estimulando e resgatando o gosto literário. No final, eles terão seus trabalhos reconhecidos por toda sociedade no combate à cultura machista", pontuou.

O professor de Geografia e História, Fábio Paulo, terá sua didática voltada para a igualdade de gênero. "Na sala de aula, os estudantes vão ler textos sobre a geografia da mulher, como suas lutas para as conquistas dos direitos na sociedade", concluiu.

A igualdade de gênero também será debatida por todas as disciplinas, inspirada no 5° tópico dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, durante a Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre desenvolvimento sustentável no Rio de Janeiro em 2012.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Rhaldney Entrevista: Orson Lemos (TRE-PE), dra. Elizabeth Moreno e Cristiano Carrilho
Manhã na Clube: entrevistas com dra. Silvia Fontan, oncologista, e a advogada Géssica Araújo
Taiwan inicia testes militares e acusa Pequim de preparar invasão
Incêndio em terceiro tanque de petróleo no oeste de Cuba
Grupo Diario de Pernambuco