Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

JOGOS

Reeducandos participam de partida simultânea de xadrez no Complexo do Curado

Publicado em: 20/07/2022 15:23

 (Fotos: Surama Negromonte/SJDH)
Fotos: Surama Negromonte/SJDH
Nesta quarta-feira, 20 de julho, celebra-se o Dia Internacional do Xadrez. Detentos do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), no Complexo do Curado, participaram, na tarde desta terça-feira, 19/07, de uma partida simultânea do jogo. O grupo de oito reeducandos enfrentaram o mestre nacional Rodrigo Yoshio e receberam premiações. A ação, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), foi realizada pelo setor Psicossocial da unidade, e contou com a parceria da ONG Cores do Amanhã.

Vinte reeducandos se reuniram na quadra da unidade para assistir à partida avaliativa. As aulas de xadrez começaram em abril deste ano, com acompanhamento da professora da Cores do Amanhã, Janaina de Luna. "Eu ensino como mover e capturar as peças, falo sobre ética, comportamento. Aqui [no Pjallb], na partida simultânea, eles vão levar uma medalha e um certificado por participação porque ganhar, todos já ganharam", afirmou Luna.

"Eu já ouvi falar muito, mas não sabia a movimentação da peça. Cada aula a gente vai melhorando mais, tendo noção e vendo que é um jogo de técnica que é muito bom", opinou o reeducando Cláudio França, 32 anos. A psicóloga da unidade Ruth de Souza acompanha também os alunos. “Devido à rotatividade dos detentos em razão das progressões de regimes e alvarás, a turma fechou com oito participantes, todos motivados”, ressaltou. 

A Partida Simultânea é uma das variações do xadrez, onde o enxadrista-exibidor, nesse caso o Mestre Rodrigo Yoshio, enfrenta um número determinado de oponentes ao mesmo tempo, mas em tabuleiros diferentes. Rodrigo, 29 anos, é presidente da Federação Pernambucana de Xadrez e joga desde os 15. Para ele, a experiência de jogar em uma unidade prisional foi muito boa. "Modificou o conceito que eu tinha. Para mim, era um lugar mais nebuloso e triste, mas vejo que é uma oportunidade pra reeducar e ser educado", concluiu.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco