Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

ASSISTÊNCIA

OAF: há mais de seis décadas construindo novos caminhos para crianças e jovens carentes

Publicado em: 27/07/2022 14:51

 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.
 
No próximo dia 02 de agosto, a Organização de Auxílio Fraterno - OAF do Recife completa 62 anos prestando serviços relevantes à sociedade recifense, em especial às famílias do bairro dos Coelhos, área central da cidade. A ONG é a mais antiga em funcionamento da capital pernambucana e oferece uma série de oficinas às crianças e adolescentes com idades entre 7 e 15 anos, a fim de promover uma melhor perspectiva de vida e oportunidade de descoberta de talentos para que possam trilhar um caminho saudável, longe da criminalidade.
 
Entre as oficinas oferecidas estão letramento, contação de histórias, apoio pedagógico, arte, canto-coral, além de percussão e flauta-doce. Algumas delas são ministradas por voluntários. De acordo com a diretora-presidente da instituição, Beth Borges, hoje a OAF atende cerca de 250 crianças e adolescentes. "As turmas são formadas com até 30 crianças e acontecem entre duas e três vezes por semana, manhã ou tarde. Uma das mais procuradas é a de percussão, que faz parte do projeto Cantando e Tocando a Cultura Popular, que acontece todas as quartas e quintas-feiras, à tarde", conta.
 
 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.
 
Lucas Caetano da Silva, 12 anos, é um desses jovens que participa da aula de percussão. "Eu gosto porque vou conhecendo mais sobre a cultura brasileira e também porque os professores nos ensinam a tocar novos instrumentos".  A mãe dele, a merendeira Brígida dos Prazeres da Silva, conta que o filho está sendo assistido pela instituição há cerca de três anos. "Ele gosta demais da aula de percussão, vejo que está sendo muito prazeroso, ele está mais motivado até pra fazer as tarefas da escola".  
 
De acordo com Beth Borges, a OAF do Recife tem em sua missão incentivar e contribuir para a transformação sócio educacional de crianças, adolescentes e famílias em busca dos direitos básicos sem esquecer da inclusão desses jovens no mercado de trabalho. "A gente não cuida só da criança que frequenta a OAF, a gente cuida de toda a família porque mudamos a sua perspectiva de vida de todos em volta, também realizamos acompanhamento com psicólogos e pedagogos de forma que a nossa atenção vai para o conjunto familiar. Além disso, frequentemente promovemos ações de ajuda essencial como por exemplo arrecadação de cestas básicas, material de higiene e limpeza para que essas pessoas tenham uma vida mais digna", diz. A OAF do Recife conta hoje com 32 colaboradores e já soma mais de 15 mil jovens que passaram pela instituição. 
 
A Organização de Auxílio Fraterno do Recife foi fundada em 07 de agosto de 1960, por um monge beneditino olivetano, Dom Ignácio de Lezama, uruguaio, da Abadia de São Bento de Ribeirão Preto (SP), após visita ao Recife. Com objetivo de atender comunidades carentes, o monge procurou apoio na sociedade pernambucana e na Arquidiocese de Olinda e Recife para adquirir recursos e criar sem fins lucrativos a institutição, que fica na Rua dos Coelhos, 353, na Boa Vista. Quem quiser ajudar a instituição pode entrar em contato pelo perfil do Instagram @oafdorecife. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Rhaldney Entrevista: Orson Lemos (TRE-PE), dra. Elizabeth Moreno e Cristiano Carrilho
Manhã na Clube: entrevistas com dra. Silvia Fontan, oncologista, e a advogada Géssica Araújo
Taiwan inicia testes militares e acusa Pequim de preparar invasão
Incêndio em terceiro tanque de petróleo no oeste de Cuba
Grupo Diario de Pernambuco