Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PROTEÇÃO

Fernando de Noronha inicia vacinação contra Covid-19 em crianças de quatro anos

Publicado em: 20/07/2022 11:20

A vacinação em crianças de cinco a 11 anos, com a Pfizer infantil, continua a ser aplicada (Karol Vieira)
A vacinação em crianças de cinco a 11 anos, com a Pfizer infantil, continua a ser aplicada (Karol Vieira)
A Superintendência em Saúde de Fernando de Noronha começou a vacinação em crianças de quatro anos de idade contra a Covid-19 nesta quarta-feira (20), com o imunizante Coronavac. O agendamento pode ser realizado, presencialmente, na Unidade de Saúde Dois Irmãos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. A aplicação das vacinas está sendo feita também na unidade.

Segundo a gerente da Vigilância em Saúde, Mirelly Santos, a vacinação nessa faixa etária é de extrema importância para manter protegidas as crianças da Ilha. “Um estudo da Fiocruz, iniciado em 2021 e que vem se mantendo até o 1º semestre de 2022, indica duas mortes de crianças abaixo de cinco anos de idade por dia, reforçando que precisamos imunizá-las. A chegada da vacinação nessa fase estava sendo muito aguardada”, disse.

Mirelly ressaltou ainda que mesmo que as crianças tenham sintomas leves ou assintomáticos, elas são vetores de transmissão para os grupos de risco como os avós, por exemplo. “Com a volta às aulas e as atividades normais, sem estarem imunizadas, aumentam a chance de propagação do vírus”, alertou a gerente.

Para que a vacinação ocorra, a criança deve estar acompanhada pelos pais ou responsável com idade acima de 18 anos, munidos de RG, certidão de nascimento e cartão de vacinação. “É importante que tragam o cartão de vacina, pois aproveitamos a oportunidade de atualizar alguma vacina que esteja atrasada, já que não é contraindicado receber a vacina contra a Covid-19 juntamente com outras”, informou a enfermeira chefe da Unidade de Saúde da Família - USF, Janaína Rocha, que destacou, ainda, a eficácia e efetividade que as vacinas trazem para uma maior segurança às crianças que ficam em berçário e creches.

Rebeca Ferreira, mãe de Fábio Patrick, de quatro anos, afirmou que a imunização também é um compromisso com a criança e respeito a saúde das outras pessoas e completou. “Na próxima semana, retornam às aulas e é importante meu filho estar protegido, além da oportunidade de atualização da caderneta de vacinação dele”, comentou.

A imunização será contínua e beneficiará 86 crianças, com a primeira e a segunda dose, com intervalo de menos de 28 dias, seguindo a orientação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. A vacinação em crianças de cinco a 11 anos, com a Pfizer infantil, continua a ser aplicada.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Rhaldney Entrevista: Orson Lemos (TRE-PE), dra. Elizabeth Moreno e Cristiano Carrilho
Manhã na Clube: entrevistas com dra. Silvia Fontan, oncologista, e a advogada Géssica Araújo
Taiwan inicia testes militares e acusa Pequim de preparar invasão
Incêndio em terceiro tanque de petróleo no oeste de Cuba
Grupo Diario de Pernambuco