Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MANIFESTAÇÃO

Famílias agricultoras protestam contra leilões de terras na Mata Sul de Pernambuco

Publicado em: 25/07/2022 15:32

 (Foto: Equipe CPT. )
Foto: Equipe CPT.
Na manhã desta segunda-feira (25), cerca de 200 moradores de comunidades na Mata Sul de Pernambuco realizaram uma caminhada no município de Ribeirão e um ato em frente ao Fórum da cidade com o intuito de denunciar as mais recentes tentativas de despejo e expulsão que as famílias camponesas posseiras da região vem passando.
 
Os manifestantes portavam faixas com os dizeres “Queremos justiça para quem mora e trabalha na terra. Basta de leilões!”. Os agricultores e agricultoras reivindicaram a anulação dos leilões judiciais dos imóveis onde residem e exercem posse há décadas. 
 
Os territórios que são alvo dos leilões estão no nome de antigas usinas antigas e desativadas. De acordo com as Comissão Pastoral da Terra (CPT) essas usinas possuem dívidas milionárias tanto com o poder público quanto com ex-trabalhadores. 
 
As famílias agricultoras posseiras são apoiadas pela CPT e pela Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do estado de Pernambuco (Fetape). As organizações afirmam que os leilões judiciais  colocam em risco a permanência nos territórios de mais de 1.200 famílias agricultoras. Os casos mais graves são os das comunidades de Fervedouro, em Jaqueira e Engenho Roncadorzinho, Barreiros na Mata Sul do estado. 
 
No Engenho Roncadorzinho, o menino Jonatas Oliveira, 9 anos, foi assassinado a tiros na noite do dia 10 de fevereiro de 2022 quando sete homens encapuzados e armados invadiram a casa do presidente Associação dos Agricultores Familiares do local e atiraram no trabalhador rural, pai de Jonatas, que sobreviveu. Durante a manifestação realizada hoje os moradores do engenho estavam vestidos com camisas com homenagem à Jonatas e levaram uma faixa pedindo justiça. 
 
Também participaram da mobilização agriculturores das comunidades Canoinha, de Tamandaré; Barra do Dia, Couceiro e Tambor, de Palmares;  Barro Branco, Caixa D'Água e Laranjeira, e Batateira, de Maraial.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco