Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

BENEFÍCIOS

Programa Recife Solidário distribui cestas básicas para 400 famílias no Curado

Publicado em: 05/06/2022 15:45

Prefeito João Campos também reforçou o compromisso do auxílio emergencial de R$ 2,5 mil aos mais afetados 
 (Foto: Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife)
Prefeito João Campos também reforçou o compromisso do auxílio emergencial de R$ 2,5 mil aos mais afetados (Foto: Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife)
O programa Recife Solidário, da Prefeitura do Recife, levou, neste domingo (5), donativos para famílias que moram no Curado, na comunidade do Sapo Nu, Zona Oeste, uma das mais atingidas pelas chuvas do maior desastre climático da cidade. Na ação, 400 famílias foram beneficiadas, recebendo duas cestas básicas, colchões, kits de higiene pessoal e de limpeza. Na ocasião, o prefeito João Campos também reiterou o auxílio emergencial de R$ 2,5 mil, que a Prefeitura, Câmara Municipal e Governo do Estado vão conceder às vítimas, além da ampliação do valor do auxílio-moradia para R$ 300,00.

A partir desta segunda-feira (6), agentes comunitários de Saúde começam a coletar informações em campo para agilizar o pagamento da ajuda financeira. “Aqui é uma das áreas que será cadastrada para receber o auxílio do Governo do Estado de R$ 1,5 mil e o de R$ 1 mil da Prefeitura do Recife com a Câmara de Vereadores, para a gente poder dar essa essa força, nesse recomeço, nessa necessidade de reconstrução das áreas mais atingidas. Eu estou andando em cada uma dessas áreas, conversando com as pessoas, vendo de perto qual é o tamanho desse estrago. A gente está construindo as alternativas juntos, porque a gente tem um povo guerreiro, que junto com a Prefeitura e com toda cidade, vai e recomeçar”, informou João Campos. 

Recém-cadastrada e já com as fichas em mãos para trocar pelos donativos, Andreza Pereira, 33 anos, desempregada, comemorou poder receber ajuda para levar para casa onde mora com o marido e os dois filhos. O imóvel dela alagou, os eletrodomésticos e imóveis se acabaram e a feira que havia feito poucos dias antes das fortes chuvas ficou boiando na água. “Vai ajudar e muito isso aqui. Com meninos pequenos em casa, sobrou pouquíssimo pra gente comer. O que a gente ganhar, já ajuda demais”, disse.

Durante a ação foram doados 800 cestas básicas, 800 sacos de arroz, 800 sacos de cuscuz, 800 caixas de leite 1L, 400 kits de higiene, 400 kits de limpeza, além de 150 colchões, roupas de cama, vestuários e calçados para adultos e crianças. Luciana Nunes, 34 anos, e Felipe Lopes, 35 anos, pais de sete filhos, ainda conseguiram levar para casa alguns sapatos que foram doados à ação do Recife Solidário. “Além da comida e dos kits, viemos tentar encontrar algum calçado para as crianças. Estamos tentando recuperar tudo”, contaram.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco