Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Prefeitura do Recife inicia cadastro de famílias afetadas pelas chuvas para pagamento de auxílio

Publicado em: 06/06/2022 16:09

 (Foto: Dondinho / PCR.)
Foto: Dondinho / PCR.
Para que as famílias afetadas pelas chuvas possam receber o auxílio oferecido pela Prefeitura do Recife e Câmara de Vereadores, junto ao benefício anunciado pelo Governo do Estado, 140 agentes comunitários de saúde (ACS) e de saúde ambiental e controle de endemias (Asaces) da Prefeitura do Recife começaram, na manhã desta segunda-feira (6), as visitas nas áreas mais atingidas pelas águas dos últimos dias. Em Novo Caxangá, nesta segunda-feira (6), o prefeito do Recife João Campos acompanhou o trabalho dos 20 profissionais que estavam validando as informações acerca dos danos patrimoniais da população da localidade. Pelo menos 20 mil famílias deverão receber o benefício de R$ 2.500 na capital pernambucana de acordo com as projeções da PCR.

"Aqui em Novo Caxangá foi umas das comunidades que foram fortemente atingidas pelas chuvas e a gente começou, a partir de hoje, o cadastro das famílias prejudicadas. As equipes estão em campo. Elas estão fazendo o cadastramento no tablet ou celular, que tem um sistema que a gente desenvolveu na própria Prefeitura. Com o CPF é possível pegar as informações do banco de dados da vacinação, tudo ágil e seguro", afirmou João Campos. Todas as informações que a gente coloca ficam com as coordenadas geográficas para ter a segurança da informação. Nosso interesse é ser ágil e poder ter um processo seguro e inclusivo, para que todo mundo que tem direito possa receber da forma mais célere possível, acrescentou ele.

Com essa ação, será possível fazer um cruzamento com a base do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Depois disso, as famílias poderão acessar o auxílio de R$ 2,5 mil. Mesmo as pessoas que perderam documentos, não tenham comprovante de residência ou não conta em banco poderão receber o auxílio. O Governo do Estado anunciou um auxílio de R$ 1.500, que será somado a mais R$ 1.000 oferecidos pela Prefeitura do Recife, a partir de um esforço conjunto com a Câmara de Vereadores da cidade.

Em Novo Caxangá, cerca de 120 famílias serão contempladas. A empregada doméstica Josineide Gomes, 54 anos, mora há 27 anos na localidade, junto com a filha, e recebeu a visita de uma equipe da Prefeitura nesta segunda. "Eu perdi guarda-roupa, armário, sofá e a parede da casa está toda molhada. A água chegou até a metade da parede. Tivemos que ir para a casa da vizinha aqui ao lado", explicou. "A presença da Prefeitura aqui está sendo maravilhosa. A gente está sendo muito bem atendido, inclusive pelo prefeito veio também. Esse auxílio vai ser uma ajuda muito grande para a gente comprar guarda-roupa´e colchão. Chegou em boa hora", comemorou.

Ivaneide da Silva, de 52 anos, também é empregada doméstica e mora na mesma comunidade. "Aqui moro eu e meus três netos, atrás da casa moram ainda o meu filho e a esposa dele. A gente não esperava tanta água como foi naquele sábado. De repente, parecia que tinha uma cachoeira derrubando tudo. Todo mundo ficou gritando. Perdi quase tudo, só não a geladeira porque ficou em cima de uma mesa, mas perdi som, televisão, guarda-roupa. O que eu tenho agora foram de doações", disse ela. "Agradeço a Deus por ter mandado essas pessoas da Prefeitura para ajudar a gente. Com o auxílio, a gente vai restituir o que perdeu", completou. 

CADASTRO - Para desburocratizar o processo de confirmação dos dados, a Prefeitura do Recife desenvolveu um aplicativo específico para coletar as informações nas áreas mais atingidas. Na plataforma, os ACS e Asaces vão poder inserir dados de um representante de cada família afetada, telefone atualizado, composição familiar - divididos por faixa etária -, endereço com georreferenciamento, além de poder anexar imagens das casas danificadas e bens, como móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, documentos e outros. Todas essas informações serão validadas com os cadastros ativos no CadÚnico. Ao final do preenchimento, as vítimas vão receber uma mensagem pelo WhatsApp da conta oficial da Prefeitura, confirmando o protocolo do atendimento. Num segundo momento, a Prefeitura do Recife fará a análise do levantamento de campo e as famílias incluídas no benefício receberão novamente uma mensagem, via Whatsapp, com as orientações sobre o pagamento. A liberação do pagamento será sempre no nome do representante legal do núcleo familiar cadastrado no CadÚnico.

AUXÍLIO - Na última sexta-feira (3), a Prefeitura do Recife, junto com a Câmara de Vereadores, e o Governo de Pernambuco anunciaram o pagamento de um auxílio, no valor de R$ 2,5 mil, para as famílias que foram severamente afetadas pela tragédia e que integram o CadÚnico. A ajuda vai chegar aos moradores que vivem em áreas de risco e pontos de alagamento definidos pela Defesa Civil na capital pernambucana. Esse auxílio, que será pago em uma única parcela, se somará ao auxílio-moradia que será concedido às pessoas que perderam suas casas. O benefício passará de R$ 200 para R$ 300 por mês, um incremento de 50%. Essa atualização também terá efeito para os 5.594 atuais beneficiados, além das famílias que serão cadastradas no programa pelas equipes de Defesa Civil e Assistência Social.

-->
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Grupo Diario de Pernambuco