Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

AUXÍLIO

Prefeitura do Recife dá continuidade ao cadastro do Auxílio Municipal e Estadual

Publicado em: 14/06/2022 18:10

 (O prefeito João Campos esteve, nesta terça-feira (14), acompanhando o cadastramento na comunidade dos Tijolos, na Imbiribeira. Foto:Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife.  )
O prefeito João Campos esteve, nesta terça-feira (14), acompanhando o cadastramento na comunidade dos Tijolos, na Imbiribeira. Foto:Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife.

Após anunciar que o pagamento do Auxílio Municipal e Estadual (AME) já começa nesta quarta-feira (15) para as primeiras 2.300 famílias, o prefeito do Recife João Campos acompanhou, nesta terça-feira (14), o cadastramento na comunidade dos Tijolos, na Imbiribeira, das pessoas que foram afetadas pelas chuvas do maior desastre climático da cidade. O trabalho de campo de cadastro para o AME é realizado pela Secretaria de Saúde. Em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira os nomes dos primeiros beneficiados já foram divulgados.

“Fazer o cadastro tem sido um aprendizado grande para o Recife. A gente pega muita informação prática que servirá para outros serviços. Para receber o Auxílio Municipal e Estadual, a pessoa que está sendo cadastrada pela Prefeitura precisa estar no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), sabendo que não faz parte, já tem a oportunidade de ir atrás para ter acesso aos programas de assistência social”, declarou o prefeito João Campos.

Desempregado e sem documentos, Édson de Almeida, 42 anos, é uma das pessoas mapeadas e perdeu a documentação. Para pessoas assim, a Prefeitura orienta que procurem os serviços da Assistência Social realizados em um dos 14 CRAS do Recife ou na Central de Atendimento localizada na Rua do Imperador Dom Pedro II, Santo Antônio.

Recém-cadastrada pela Prefeitura, a ambulante Maria do Socorro Andrade, 54 anos, vive há mais de 15 anos em um puxadinho dentro da comunidade dos Tijolos. Ela diz que o auxílio vai ajudar dentro de casa. “A água da chuva quando vem muito forte, é para encher até dar água na cintura. Eu não tenho mais nada”, contou. Outro que também teve os dados registrados foi o aposentado por invalidez, Edvaldo Cabral, 41 anos, perdeu sofá e televisão com a cheia dentro de casa.  “Espero poder receber o auxílio porque perdi minhas coisas aqui dentro de casa”, disse.

AME

O AME será destinado às famílias severamente afetadas pelas chuvas e que estão incluídas no CadÚnico. Para isso, e de modo a agilizar o processamento e confirmação dos dados, a Prefeitura do Recife desenvolveu um aplicativo específico para coletar as informações nas áreas mais atingidas e colocou um time de agentes comunitários de saúde (ACS) e de saúde ambiental e controle de endemias (asaces) para inserir dados de cada família afetada, colocando informações de contatos atualizados, composição familiar - divididos por faixa etária -, endereço com georreferenciamento, além de imagens das casas danificadas e bens, como móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, documentos e outros. Todas essas informações serão validadas com os cadastros ativos no CadÚnico. Dúvidas sobre o cadastramento do AME podem ser tiradas aqui: https://conectarecife.recife.pe.gov.br/auxilio-emergencial/. Além disso, a Prefeitura tem um canal aberto via WhatsApp que também traz informações que também podem ajudar: (81) 9 9117.1407.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco