Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

ASSISTÊNCIA

Mutirão promovido pela Corregedoria para retirada de certidões de pessoas atingidas pelas chuvas começa na segunda-feira

Publicado em: 23/06/2022 11:22

 (Foto: Taylinne Barret/DP.)
Foto: Taylinne Barret/DP.

O Mutirão da Cidadania, instituído pela Corregedoria Geral da Justiça de Pernambuco (CGJ-PE), tem início na próxima segunda-feira (27/6).  A ação acontece a partir das 10h, no Emergencial Gusmão, localizado na Travessa do Gusmão, 178, no Recife.

A iniciativa conjunta com a Ouvidoria Geral de Justiça, conta com a parceria com a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de Pernambuco -ARPEN-PE. Em caráter excepcional, os Ofícios de Registro Civil das Pessoas Naturais dos Municípios do Recife e os que integram a sua Região Metropolitana, estão autorizados a prestar os serviços necessários para a emissão de 2ª via de certidões de casamento, nascimento e óbito, nos abrigos onde se encontram pessoas que tiveram seus documentos perdidos ou inutilizados em decorrência das chuvas que atingiram o Estado de Pernambuco.

Além do Recife, a ação também será realizada em Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Camaragibe. Os documentos serão emitidos gratuitamente. Responsáveis pelos cartórios irão até os abrigos, aplicarão formulários para obter informações das pessoas e emitirão certidões.

A Corregedoria também está em contato com as Prefeituras das cidades para garantir que o maior número possível vítimas sejam beneficiadas com a retirada dos documentos. Segundo o corregedor-geral da Justiça de Pernambuco, desembargador Ricardo Paes Barreto, a preocupação da Corregedoria é prestar um serviço de utilidade pública para aqueles que perderam tudo com as chuvas. “Diante das fortes chuvas que assolaram nossa região aqui do Recife, Grande Recife, Mata Norte e Mata Sul, tivemos essa preocupação. Essas pessoas receberão os cartórios sem ônus, sem custo e, nos próprios abrigos, vamos tirar a segunda via de documentos de certidão de nascimento, certidão de casamento, certidão de óbito. É o mínimo que nós podemos fazer e devemos fazer por essas pessoas tão sofridas”, esclareceu o magistrado.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco